Domingo, 13 de Outubro de 2019
Craque

Peladão Brahma: Semifinal entre T5-Jamaica e Unidos da Glória promete fortes emoções

A partida, válida pela categoria Principal, acontecerá na quinta-feira, às 20h, no Estádio da Colina, um dos dois times vai ter que sair com a vitória.



1.jpg Unidos da Glória tem dois títulos no currículo e quer mais uma estrela na camisa
06/02/2015 às 10:54

O duelo entre o Grêmio Unidos da Glória e o T5-Jamaica da Compensa, além de valer uma vaga na final, vai servir de tira-teima. Isso porque na primeira fase do Peladão as duas equipes se enfrentaram, mas não saíram do 0 a 0. Na quinta-feira, às 20h, no Estádio da Colina, um dos dois vai ter que sair com a vitória.

Fundado em 1989, o Unidos da Glória levantou o troféu do Peladão Brahma duas vezes: em 1989, no ano de sua fundação, e no ano seguinte. A história de campeão faz a camisa da equipe pesar em qualquer que a vista. Por isso, conta Helyton Dias, um dos dirigentes do clube, o time só é inscrito na competição quando tem chances reais de levantar a taça.

“Nós temos o nome de uma comunidade para zelar. Por isso, aqui, não tem esse história de colocar um time só para brincar. O time estava há cinco anos sem disputar o Peladão. Mas, esse ano, o time completa 25 anos, e entramos na disputa”, conta Helyton Dias.

Segundo o dirigente, o elenco que entrará em campo na quinta-feira está sendo trabalhado há um ano. Para ele, esse planejamento pode explicar a excelente campanha do time nesse retorno ao Peladão.

“Graças a Deus, montamos um grupo forte e estamos entre os quatro. Conhecemos a capacidade de todos os nossos jogadores. Estamos trabalhando há um ano. Mas com o pé no chão e sempre respeitando os adversários”, afirma o dirigente.

Mesclado de ex-profissionais e de jogadores que já levantaram a taça do Peladão, o Unidos da Glória pode ser considerado um dos times mais experientes entre os quatro semifinalistas.

“É um time com muita experiência dentro do Peladão e que tem muita raça. O time está determinado. Quando não vai na técnica, vai na raça”, avalia Helyton Dias.


T5-Compensa também já mostrou que é osso duro de roer nesta temporada

Contra a experiência, a renovação. Essa é a arma que a equipe do T5-Jamaica da Compensa pretende usar contra os veteranos do Grêmio Unidos da Glória para garantir vaga na final do Peladão Brahma 2014. Depois de um jogo difícil contra o Estalo, considerado uma das maiores pedreiras da competição até aqui, para a equipe da Zona Oeste, o T5 se vê fortalecido e com chances maiores de título.

“Tivemos dois adversários bem difíceis, onde a união e a confiança da equipe foram fundamentais. Primeiro foi a partida contra o Cachoeira Futebol Clube, na fase do mata-mata, onde no tempo normal o jogo terminou em 1 a 1. Nas cobranças de pênaltis conseguimos batê-los por 3 a 1. Nas quartas de final, contra o Estalo, uma equipe com tradição, que já foi campeã do Peladão, suamos a camisa. Eles marcaram um gol ainda no primeiro tempo e o placar se manteve assim até quase o final do jogo. Conseguimos empatar e vencer também nos pênaltis por 3 a 2”, lembrou Almeci Lucas, técnico do Jamaica.

Sobre o Unidos da Glória, Almeci é enfático em dizer que os jogadores vão entrar em campo prezando pelo respeito. “Nos enfrentamos na primeira fase e terminou em um empate sem gols. Sabemos que não vai ser fácil, o Glória te tradição e uma boa equipe, isso reconhecemos e respeitamos. Mas assistimos algumas partidas deles para estudar o estilo de jogo e considero que o time está bem preparado para o duelo, será um grande jogo”, concluiu o técnico.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.