Quarta-feira, 20 de Janeiro de 2021
CONCURSO CULTURAL

Peladão terá um hino pra chamar de seu

Concurso para eleição da música oficial do Peladão está com inscrições abertas. Internauta vai ajudar a escolher a melhor



galeria11_D0E35909-7148-42B2-A29C-A4A54A4FC306.jpg
23/11/2020 às 09:13

Concurso irá escolher a música oficial do maior campeonato de Peladas do Mundo. As inscrições vão até o final do mês e a campeã será executada na grande final, no dia 26 de dezembro na Arena da Amazônia.

Dificilmente um fã de futebol não se arrepia quando toca o famoso hino da Liga dos Campeões antes de um jogo decisivo pela competição europeia. Com isso, os hinos em competições ficaram cada vez mais comuns e o próximo grande campeonato a ter uma música oficial é o Peladão. Para isso, será realizado um concurso com premiação em dinheiro para os vencedores.



As inscrições começaram no dia 21 de novembro e vão até o dia 30. Para participar, os candidatos devem enviar vídeo ou áudio com a gravação original para o email musicadopeladao@acritica.com acompanhada da letra. A criação vencedora receberá uma premiação de 3 mil reais. Segundo e terceiro colocados ganharão 1,5 mil e 500 reais, respectivamente. Podem concorrer tanto criações individuais como coletivas (clique e veja o regulamento).

Uma vez submetidas, as canções passarão pelo julgamento de uma banca composta por cinco pessoas entre compositores, músicos e jornalista. O diretor da banca é Mário Câmara Neto, o Mariozinho, compositor e músico famoso no cenário amazonense.

De acordo com o jurado, os critérios avaliados serão: letra, melodia e criatividade. “A letra tem que ter a ver com a história do Peladão e vale a pena lembrar que pode mandar em qualquer ritmo, mas na hora da gravação quem vai decidir o ritmo é a produção que realizará a gravação”, explica.

Após avaliação da banca julgadora, serão selecionadas 10 músicas que serão submetidas a votação popular no YouTube. A votação será entre os dias 5 e 10 de dezembro. No mesmo dia, a campeã será anunciada e a versão oficial será apresentada ao público no dia 26 de dezembro na Arena da Amazônia, durante a final do Peladão

SOM DAS RUAS

De acordo com o coordenador da competição, Arnaldo Santos, o ‘grito de liberdade’ que é o Peladão´, segundo a definição dele, agora terá um ritmo que será o som que vai ecoar nas ruas de Manaus.

“Eu estou muito feliz. Fizemos caminhos mais íngremes por esse mundo afora e aqui com o Peladão chega um momento de felicidade que é ter o seu hino próprio a partir de uma manifestação cultural. Eu aprendi que a música pode produzir prematuramente o sentimento do amor, da felicidade dentro da gente”, explica Santos que já imagina o hino sendo reproduzido nas solenidades da competição e ganhando as ruas e campos de peladas.

“Continuo insistindo na mensagem de que o Peladão é o grito de liberdade que luta pelo social em todos os seguimentos. E imagine o encerramento do Peladão com a orquestra fazendo uma apresentação numa final do Peladão e tocar o hino e depois do jogo, o pessoal poder cantar o hino e sair pela rua cantando principalmente quando ganha”, completou.

ENGAJAMENTO

Além do caráter cultural, o concurso pretende trazer visibilidade a ajudar os artistas locais tão afetados pela pandemia do novo coronavírus.

“Em 2020, pensamos em fazer uma campanha que ajudasse uma classe que foi bastante afetada, que é a classe dos Músicos. Impedidos de exercer a sua profissão, muitos passaram e ainda passam por dificuldades durante este período. Então, dentre os projetos sociais, criamos um concurso para eleger a Música Oficial do Peladão, onde todos os músicos do Amazonas poderão inscrever sua canção e premiaremos em dinheiro os três primeiros colocados. Além disso, também estamos fazendo uma campanha de arrecadação de alimentos que serão doados à classe dos músicos, através da Secretaria de Cultura do Estado”, explicou Gerente de Marketing Corporativo da Rede Calderaro de Comunicação, Rodrigo Barros, que frisou o espírito solidário sempre presente no maior campeonato de peladas do mundo.

“O Peladão é muito mais que futebol e sempre esteve engajado nas causas sociais. Já fizemos campanha para plantio de mudas de árvores durante o Peladão Verde, já fizemos campanha para doação de sangue ao Hemoam, já fizemos campanha contra todo e qualquer tipo de preconceito, iniciamos um trabalho de inclusão com o incentivo à times indígenas, lgbtq+ e feminino, fazemos todos os anos a doação de centenas de bolas à crianças carentes, fazemos o Sopão do Peladão nas comunidades, dentre tantas outras ações já realizadas”.

 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.