Publicidade
Esportes
Craque

Pelé 'absolve' Diego Costa por decisão de jogar pela Espanha

O Rei do Futebol diz aprovar a opção do atacante brasileiro Diego Costa pela seleção espanhola, mas demonstra preocupação com ataque brazuca 05/11/2013 às 16:01
Show 1
Opinião de Pelé é oposta às declarações de Felipão
ACRÍTICA.COM Manaus, AM

O atacante Diego Costa foi “absolvido” por Pelé por ter preferido a Espanha ao Brasil para a Copa do Mundo do próximo ano. O Rei do Futebol afirma que o jogador do Atlético de Madrid, que possui dupla cidadania, tomou a decisão correta ao optar por jogar pela seleção espanhola, recusando a convocação do técnico Luiz Felipe Scolari na semana passada e gerando uma das maiores polêmicas dos últimos tempos no futebol internacional.

“Ele não foi prestigiado pela Seleção Brasileira e fez bem ao optar pela Espanha. Temos de respeitar a opinião dele”, disse Pelé, ontem, durante um evento promovido por um patrocinador da Seleção Brasileira, ao comentar sobre a polêmica causada por Diego Costa, que é o artilheiro do Campeonato Espanhol, um dos mais milionários do planeta.

Oposição
A opinião de Pelé é oposta às declarações de Felipão logo após o episódio. “Ele (Diego Costa) está dando as costas para um sonho de milhões, o de representar a nossa Seleção pentacampeã em uma Copa do Mundo no Brasil”, afirmara o treinador, em entrevista divulgada no site da CBF, após saber da decisão do centroavante, na semana passada.

Nascido no interior sergipano, Diego Costa nunca jogou profissionalmente no Brasil. Foi ainda garoto para a Europa, passando por Portugal antes de chegar à Espanha em 2007. Como conseguiu a nacionalidade espanhola e nunca defendeu a Seleção Brasileira em partidas oficiais (esteve apenas em amistoso realizado em março), o atacante atraiu o interesse do técnico Vicente del Bosque.

Felipão até antecipou a sua convocação, abrindo a chance de levá-lo para a Copa do Mundo de 2014, mas a opção do jogador foi mesmo pelos atuais campeões europeus e mundiais, devendo ser convocado nos próximos dias.

Preocupação
Embora tenha concordado com o “não” de Diego Costa, Pelé mostrou preocupação com a formação do ataque da Seleção Brasileira. “O setor mais sólido do nosso time, curiosamente, é a defesa. Estamos agora construindo o meio e, principalmente, o ataque.

Estamos no caminho certo”, disse o ex-jogador, que elogiou a recente convocação do atacante Robinho, do italiano Milan, para os amistosos de novembro contra Honduras e Chile. “Ele tem experiência e pode ajudar os mais novos”, declarou o Rei.

Seleção fará cinco treinos
Scolari terá uma boa oportunidade para realizar testes e fazer experiências na Seleção durante a preparação do time para os dois próximos amistosos, contra Honduras, dia 16, e Chile, três dias depois. Em Miami e Toronto, Felipão comandará o grupo em cinco treinos. A Seleção começará a se reunir no domingo (10), quando o primeiro grupo se juntará no Rio para viajar aos EUA.

No dia seguinte, parte o grupo de São Paulo. Os grupos devem chegar à Miami às 4h05 (5h05 no horário de Manaus) e 7 horas (8h), respectivamente. Antes do primeiro amistoso, Felipão comandará quatro treinos, nos dias 12, 13, 14 e 15. Os três primeiros serão no campo Alfonso, no Estádio FIU, às 16 horas (17h Manaus). Dia 15, a atividade será no Estádio Sun Life, local do amistoso do confronto com Honduras, às 16 horas (17h de Manaus). Em 17 de novembro, o grupo fará apenas atividades físicas no JW Marriott Marquis Miami. Um dia depois, Felipão comanda o quinto treino, no campo Alfonso.

Publicidade
Publicidade