Segunda-feira, 19 de Abril de 2021
Vitória com emoção

Pelo Brasileirão Feminino Sub-18, Iranduba/Recanto vira nos acréscimos

Com gols de Sabrina e Aninha, o Hulk da Amazônia venceu o Foz Cataratas (PR) por 2 a 1, pela segunda rodada da competição. As jovens guerreiras voltam a campo já neste domingo (31)



50889054772_6bc8ba6415_k_FC3ED1AC-D1C1-4A0C-96B9-843D6BA782D1.jpg Foto: Adriano Fontes/CBF
29/01/2021 às 18:55

Na tarde desta sexta-feira (29), o Iranduba/Recanto entrou em campo para enfrentar o Foz Cataratas (PR), em jogo válido pela segunda rodada do Brasileirão Feminino Sub-18. O Hulk da Amazônia venceu de virada pelo placar de 2 a 1, com direito a gol de pênalti nos acréscimos.

Sem tempo para comemorar, as guerreiras do Hulk já voltam a campo neste domingo (31). Em busca da classificação no grupo D, o Iranduba/Recanto joga às 9h30 (horário de Manaus) contra o São Francisco (BA), pela terceira rodada da competição. A partida será no CT Sorocaba 1, interior do Estado de São Paulo.

Início complicado

Logo no início da partida, o Hulk saiu atrás do placar. Aos 5 minutos, a atacante do Foz, Vitória, fez boa jogada individual e bateu para gol. No rebote da goleira Rafaely, Brenda empurrou para o gol.

Com a vantagem, a equipe paranaense passou a jogar de forma mais recuada para explorar os contra-ataques. Embora tenha tido amplo domínio ofensivo, o Iranduba/Recanto não conseguiu empatar a partida na primeira etapa.

Avalanche verde

No segundo tempo, as comandadas de João Carlos Cavalo mantiveram a postura ofensiva, no entanto, com as alterações promovidas pelo treinador, o time passou a transformar a posse de bola em chances claras de gol.

Sabrina - que havia acabado de entrar - deu seu “cartão de visitas”. A atacante invadiu a área em velocidade e bateu forte, rasteiro, mas a goleira adversária fez bela defesa. Na sequência, em escanteio, Sabrina mais uma vez finalizou com perigo e Guerrezi salvou em cima da linha.

Martelando no ataque, as guerreiras do Hulk só chegaram ao gol de empate na parte final do jogo. Aos 33 minutos, Sabrina recebeu cruzamento de Aninha, fez linda jogada individual e chutou de canhota, no ângulo, para empatar o jogo.

Virada nos acréscimos

Com mais cinco minutos de acréscimos e abafando o Foz Cataratas na defesa, Nalanda recebeu bom passe e acabou sofrendo pênalti para o Iranduba aos 43 minutos - no Brasileirão sub-18, são jogados dois tempos de 40 minutos -. No minuto seguinte, a capitã Aninha pegou a bola e, na cobrança da marca da cal, bateu forte de perna esquerda e virou o jogo, garantindo a primeira vitória do clube amazonense na competição.



João Felipe

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.