Quarta-feira, 14 de Abril de 2021
TÍTULO

Penarol é campeão do Barezão 2020 após superar o Manaus nos pênaltis

Clube de Itacoatiara abriu o placar, sofreu o empate e resistiu à pressão do Gavião para levar o jogo para os pênaltis, onde brilhou a estrela do goleiro Pedro Henrique



WhatsApp_Image_2021-03-01_at_18.43.50_17DA7D21-2B16-416C-8356-BF1164155BB3.jpeg Fotos: Gilson Mello
01/03/2021 às 19:07

Existe a célebre frase que o futebol é uma caixinha de surpresas. E indo contra todos os prognósticos, o Penarol bateu o Manaus nos pênaltis por 6 a 5 e levantou a taça de Campeão Amazonense da temporada 2020. No tempo normal, o volante Ramon marcou no início da partida para o Leão da Velha Serpa e o atacante Philip empatou aos 39, ainda na primeira etapa para o Gavião do Norte. Nos pênaltis, o gol que deu a vitória nas penalidades foi de João Lucas na oitava cobrança, já nas séries alternadas.

Primeiro tempo



Na primeira oportunidade  da partida, através de uma cobrança de escanteio, o Penarol já conseguiu abrir o placar. Aos 2 minutos, Alberto colocou boa bola na área, Ramon dividiu com a defesa e mandou para o fundo das redes. Precisando do empate, o Gavião passou a dominar a posse de bola, mas esbarrou na defesa organizada do Leão de Itacoatiara. Na primeira vez em que Penarol saiu errado, Vinícius Barba mandou a bomba de fora da área e quase surpreendeu o goleiro Pedro Henrique.

Depois dos 15 minutos, algumas dificuldades encontradas na partida das semifinais voltaram a acontecer contra o Penarol. O Manaus trocava muitos passes, jogava bolas na área, mas não era efetivo. E por outro lado, o Penarol não conseguia organizar nenhum contra golpe. O meia Edinho era constantemente neutralizado no meio-campo.

O Manaus se acha criativamente após a parada técnica. Aos 34, Barba recebeu na entrada da área, chutou de perna esquerda e obrigou o arqueiro do Leão a fazer grande defesa. Na sequência, Diego Rosa cruza a meia altura pelo lado direito, Philip resvala com categoria e manda no lado direito do gol de Pedro Henrique. É o empate do Manaus. Pilhado pelo gol da virada, o Gavião perdeu um gol incrível aos 47. Gabriel Davis tabela com Philip, recebe no lado esquerdo do ataque na grande área, cruza rasteiro bem na marca do pênalti e Diego Rosa, sem marcação, chutou para fora.

Segundo tempo

O Manaus voltou do intervalo com o mesmo ímpeto que acabou o primeiro. Logo aos 2, Philip recebeu pelo lado direito do ataque, tocou em profundidade para Diego Rosa, que chutou, mas Pedro Henrique brilhou mais uma vez e fez boa defesa. Aos 4, Tiago Costa tabela com Jack Chan, chuta forte, mas a bola vai na rede pelo lado de fora.

A pressão era tão intensa, que não dava para fazer o sistema defensivo do Penarol descansar. Aos 6, Philip cobra escanteio do lado direito, Spice escora de cabeça, a bola sai mascada e, na sobra, Diego Rosa de novo é parado por Pedro Henrique. Dominante, o Manaus perdeu mais uma oportunidade aos 16 minutos. Tiago Costa coloca na área, Rafael Ibiapino no primeiro pau, sem marcação, escora de cabeça, mas a bola vai pra fora. E o artilheiro do Manaus no Barezão teria mais uma oportunidade. Erivelton cruza em cobrança de escanteio, a bola vai no segundo pau, o atacante pega sozinho, finaliza rasteiro, mas o goleiro do Leão da Velha Serpa se atira com categoria para fazer grande defesa.

Sem conseguir sair para o ataque, a primeira finalização do Penarol no segundo tempo só saiu aos 27 minutos. O lateral Marcelo toca para Edinho na entrada da área, que tenta o chute, mas a bola sai sem direção por cima do gol. Com o tempo passando, o Manaus se lançou com tudo para o ataque, mas não conseguiu achar os mesmos espaços que achará no início da etapa final. Na melhor oportunidade antes das cobranças de pênaltis, Ivan saiu errado, Douglas Lima se aproveitou, chutou com força e a bola pegou na rede, mas pelo lado de fora.

Penalidades

Para inaugurar as cobranças, Diego Rosa chutou no canto superior direito de Pedro Henrique, que ainda acertou o canto, mas não evitou o gol. Para o Penarol, Marcelo Cardoso foi pra bola, bateu com a perna esquerda, no canto superior esquerdo de Rafael, que também acertou o canto, mas a bola morreu dentro das redes. 

Na segunda batida do Manaus, Spice ajeitou a bola, chutou com força e colocou o goleiro do lado oposto, sem chance para Pedro Henrique. Para o Leão, Espiga foi para a segunda cobrança do Penarol. Sem muita distância, o atacante chutou fraco e Rafael pegou com facilidade.

Na terceira cobrança, Márcio Passos foi para a bola pelo Gavião. Com elegância, o volante deslocou o goleiro do Penarol para o lado direito e anotou o terceiro do Manaus. Do lado azulino de Itacoatiara, Iuri Barbosa foi na tranquilidade e concluiu.

Na quarta cobrança do Manaus, Rafael Ibiapino foi com força, chutou alto e a bola bateu no travessão, desperdiçando a chance para o Gavião. Para o Leão, Roni se posicionou, bateu com jeito e empatou a série de cobranças na Arena da Amazônia. 

Na quinta cobrança do Manaus, Vinícius Barba bateu com jeito e deslocou Pedro Henrique. Deixando a responsabilidade na última cobrança do Penarol. Com isso, Douglas Ramos foi para a última cobrança, chutou e levou a série para as alternadas.

*Mais emoção

Abrindo a série, Douglas Lima foi com a perna esquerda para o Manaus, pegando muita distância, o jogador bateu e furou a rede. O goleiro Pedro Henrique chegou a acertar o canto. Na sexta cobrança do Penarol, Ramon bateu com segurança, no meio e voltou a empatar a série.

Na sétima cobrança do Manaus, Philip foi na perna esquerda, bateu fraco e Pedro Henrique fez a defesa. Na cobrança que poderia ter definido a fatura, o capitão Ivan foi para a marca com a perna direita e isolou para longe.

Na oitava do Manaus, Jack Chan ajeitou a bola. O atacante telegrafou a cobrança e Pedro Henrique pegou a sua segunda cobrança na série. E para decidir, João Lucas foi caminhando lentamente para o centro da marca. Antes de pegar a bola, ele apontou para os companheiros e pediu calma, dando a entender que conseguiria fazer o gol. Dito e feito, o atleta pegou distância, bateu no canto esquerdo e deu o título amazonense para o Leão da Velha Serpa.

*Ficha Técnica: Manaus FC 1 (5)  x (6) 1 Penarol*

Local: Arena da Amazônia

Data: 1 de março de 2021, segunda-feira

Horário: 15h30

Árbitro: Edmar Campos da Encarnação

Gols: Ramon (2', 1°), Philip (39', 1°)

Cartões amarelos: Luis Fernando, Rafael Ibiapino; Ramon e Janderson

Manaus: Rafael; Edvan (Márcio Passos), Luis Fernando, Spice e Dudu Mandai (Tiago Costa); Vinicius Barba, Guilherme Amorim (Jack Chan) e Gabriel Davis (Rafael Ibiapino); Philip, Erivelton (Douglas Lima) e Diego Rosa

Técnico: Luizinho Vieira

Penarol: Pedro Henrique; Douglas Ramos, Ivan, Iuri Barbosa e Marcelo Cardoso; Ramon, Julio Campos (João Lucas) e Edinho (Roni); Jairo Paraíba (Denner), Alberto (Janderson) e Lucas Espiga

Técnico: Edmilson de Jesus

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.