Segunda-feira, 17 de Junho de 2019
Craque

Penarol goleia Operário por 4 a 1, neste sábado em Manaus

Com isso, o time voltou ao grupo de classificação do Campeonato Amazonense



1.jpg Binho, Tety (2), e Piúba marcaram para o Penarol. Robenilson fez o gol de honra do Operário, que continua na lanterna da competição
02/05/2015 às 19:33

No primeiro jogo do Campeonato Amazonense no Campo da Ulbra, o Penarol goleou o Operário por 4 a1 e voltou ao grupo de classificação do Campeonato Amazonense. Binho, Tety (2), e Piúba marcaram para o Penarol. Robenilson fez o gol de honra do Operário, que continua na lanterna da competição, com apenas um ponto marcado no empate com o Princesa na primeira rodada.

No primeiro tempo, o Penarol dominou os dois campos de jogo, se sobressaindo na defesa e no ataque. Porém, o aparente desentrosamento entre o atacante Binho e Júnior Neymar fez com que o time de Itacoatiara se atrapalhasse no último passe.

Pois foi justamente num erro de passe de Toró, que caiu nos pés de Júnior Neymar, que veio o primeiro gol. O jovem atacante do Leão recebeu o presente e ganhou na velocidade de Allan, concluindo em gol para abrir o placar da partida aos 37 minutos do primeiro tempo.

No segundo tempo, uma chuva que foi ficando cada mais forte caiu sobre o campo, mas não tirou o ânimo dos jogadores e ainda pareceu acrescentar uma dose de dramaticidade à partida: o Penarol ansioso por mostrar força diante de um Operário enfraquecido, e o Sapão da Terra perseguindo a dignidade de uma primeira vitória no campeonato.

O resultado era um jogo franco, embora muito mais do que no ataque, a defesa do Operário, que tinha dois estreantes em cada ala (os laterais Manacá e Henrique), dava mostras do momento que passa o time (com os jogadores com quatro meses de salário atrasado). Num dos espaços  aberto pela defesa, aos 12 do segundo tempo, Tety rebece boa enfiada de Leonzinho e amplia: 2 a 0.

Operário mostra força ofensiva

Mas quando se pensava que o Operário estaria entregue, o talentoso meia do Sapão, Hayllan, que infernizou a saga do Penarol, deu passe para Bazinho entrar sozinho pela direita da área. O atacante enfiou para Robenilson Imperador, que não perdoou e fez o primeiro do Operário aos 20 minutos dos segundo tempo, colocando o Sapão de volta na partida.

Porém, o autor da jogada, Bazinho, foi sacado pelo técnico Neneca, isolando Hayllan, que agora tinha as poças formadas no lado direito do seu ataque como adversárias por conta da chuva. A mudança de Marquinhos, que colocou Tety, voltando de lesão, foi mais feliz. Ele, que já tinha feito o segundo, recebe bola de Júnior Neymar pela direita e, aos 29, marca aos : 3 a 1.

Com o jogo dominado, o Penarol ainda teve tempo de subir ao ataque e acabou marcando um golaço. O camisa 5 Piúba não tomou conhecimento da linha de defesa do Operário e, aos 34 do primeiro tempo, driblou nada mais nada menos que três jogadores do Sapão, além do goleiro Victor, para maçar 4 a 1 e sacramentar a goleada.

Ficha técnica

Operário: Victor; Manacá (Imperador), Allan, Jandão e Henrique; Felipe Souto, Clemilton, Toró, Djalma e Felipe Souto; Hayllan e Bazinho (Robson)

Penarol: Pablo; Kitó, Maceió, Júnior e Guilherme; Piúba, Célio, Thompson e Leozinho (Mael); Binho (Tety) e Júnior Neymar

Gols: Binho (37min 2ºT); Tety (12 e 29min 2ºT) e Piúba (34min 2ºT), do Penarol; Robenilson Imperador (20 2ºT)

Cartões amarelos: Jandão, Manacá, Toró, do Penarol; Célio e Binho, Penarol.

Público/renda: 22 pagantes e 62 presentes/300 reais de renda



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.