Sábado, 25 de Maio de 2019
Craque

‘Pep queria... mas não quiseram’. Daniel Alves revela que Guardiola recebeu não da CBF na Seleção

Lateral-direito na Copa do Mundo confirmou que treinador, que ganhou tudo com o Barcelona tinha projeto de treinar o Brasil na Copa de 2014. Segundo o jogador do Barça, a cúpula da CBF ficou com medo de a torcida brasileira não aceitá-lo 



1.jpg
Daniel Alves soltou o verbo e revelou que Guardiola queria a Seleção.
07/07/2015 às 17:12

Na véspera de um ano da partida mais vexatória da história da Seleção Brasileira, uma revelação no mínimo espantosa foi feita pelo jogador Daniel Alves: Pep Guardiola, técnico multicampeão com o Barcelona, se propôs a ser técnico do time canarinho durante a Copa do Mundo no País.

A notícia reveladora foi dada pelo lateral-direito, que esteve com a Seleção no Mundial no Brasil, durante entrevista ao programa Bola da Vez, dos canais ESPN.

"Eu pago por ser linguarudo, mas não conto mentira. Antes da Copa, o Pep queria treinar a seleção brasileira e não quiseram. O Pep falou que queria fazer a gente campeão do mundo e tinha toda a estratégia e não quiseram. Falaram que não sabiam se o Brasil iria aceitar. Se não aceitamos o melhor do mundo, que pode nos fazer melhores, você não se preocupa com a seleção brasileira", disse Daniel Alves.

O jogador, que foi comandado por Pep Guardiola no Barça até 2012, comentou ainda que o treinador espanhol tinha um projeto audacioso para o futuro do futebol brasileiro. “Desde que eu estou na seleção, ele já tinha o time na cabeça, já tinha a equipe que ele queria para treinar o Brasil”, confessou.


Na ocasião, Guardiola estava de saída do clube catalão e estava livre pra negociar com qualquer equipe do futebol mundial. No entanto, preferia assumir o comando da Seleção. Porém, a cúpula da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou o nome de Luis Felipe Scolari para a vaga de Mano Menezes. O que levou pep a assinar com o alemão Bayern de Munique.

"O Pep é o melhor treinador do mundo. O cara mais gestor esportivo que eu vi. Um cara que revolucionou o futebol, um time, uma equipe. Tivemos a chance de ter o cara sem ter que gastar, se o problema é dinheiro. A intenção dele era só receber se tivesse o resultado esperado pelo povo brasileiro. Você deixa passar uma oportunidade dessa? Você não pensa na seleção brasileira", afirmou Alves na entrevista.

Parece coincidência, mas Pep Guardiola acabou montando a base das duas últimas seleções campeãs do Mundo. A Seleção da Espanha, campeã na África em 2010, tinha como base a equipe do Barcelona, treinada por ele a época.


Em 2014, na Copa no Brasil, a base do time da Alemanha, responsável por aplicar os 7 a 1 em cima da Seleção na semifinal do Mundial, era formado em grande parte por atletas do Bayern de Munique, atual time do treinador espanhol.

A revelação de Daniel Alves vai de encontro ao momento de crise técnica da Seleção Brasileira. Onde a equipe, agora sob o comando de Dunga, tenta reencontrar o caminho de vitórias e do respeito dos adversários.




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.