Sábado, 06 de Junho de 2020
RESPEITO

Pioneiro no Peladão, Ball Cats quer motivar comunidade LGBT+ no futebol

A Crítica conversou com Júnior Leocádio - mais conhecido como 'Pedrita' -, presidente e fundador do Ball Cats, a primeira equipe declaradamente gay a participar do Peladão



WhatsApp_Image_2020-05-17_at_17.26.13_C41442C8-3DCE-4AFC-B03F-893D1FEB1445.jpeg Foto: Euzivaldo Queiroz
18/05/2020 às 20:15

A intolerância e o preconceito contra raças e gêneros ainda são presentes no mundo dos esportes. Por conta disso, ressaltar a importância de datas como o 17 de maio é fundamental para uma evolução geral neste sentido. Ontem (17), foi celebrado o Dia Internacional contra a LGBTfobia, criado em 2004 com o intuito de alertar para a violência e discriminação sofridas por lésbicas, gays, bissexuais e gêneros variantes.

Um dos defensores da causa no Amazonas é o Ball Cats, primeiro time declaradamente gay a disputar o Peladão, o maior campeonato de peladas do mundo, em 2019. Júnior Leocádio, fundador e presidente do clube, conversou com o CRAQUE e falou dos desafios enfrentados pelo time, que vão desde a falta de apoio financeiro para participar de competições nacionais à habitual discriminação.



Usando o apelido ‘Pedrita’, o fundador do Ball Cats também é atacante do time e defende a causa dentro das quatro linhas - o passado também reserva atuação no futebol profissional do estado. Ele falou sobre a importância de o clube poder motivar outras pessoas do público LGBT+ a participarem do Peladão e outras competições de futebol. 

Primeiro jogo da equipe no Peladão aconteceu contra o Amigos da Betânia. Foto: Euzivaldo Queiroz

“Poder defender nossa causa no Peladão foi sensacional. Abrimos uma grande porta para que surjam mais times. Serei eternamente grato ao Peladão, à imprensa, que sempre nos apoiou, acreditando na nossa luta. Tivemos a oportunidade de, com nosso talento, poder mostrar que gay também joga futebol e merece ser respeitado”, afirmou Pedrita.

Respeito em campo

Pelo sucesso adquirido, o Ball Cats é constantemente convidado para competições nacionais, como a Champions Ligay, campeonato criado em alusão à Champions League que acontece anualmente e é voltado para a comunidade LGBT+. Em 2019, o clube participou por duas vezes do torneio, em abril e outubro. A recepção dos outros participantes do campeonato motiva os amazonenses a voltarem em todas as edições que forem convidados.

“Todos os times ficaram felizes por nós, da Região Norte, estarmos engradecendo a competição. Eles amam o Ball Cats e exigem nossa presença em todas as edições. Prometi que enquanto tiver saúde e um bom trabalho, estaremos lá”, projetou o fundador, presidente e atacante do time, que disse que o clube pretende participar do Peladão novamente em 2020.

News leonardo 9028af08 26fb 4271 b322 4409cded8370
Repórter do Craque
Jornalista em formação na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e repórter do caderno de esportes Craque, de A Crítica. Manauara fã da informação e que procura aproximar o leitor de histórias – do futebol ao badminton.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.