Publicidade
Esportes
Craque

Pistorius é condenado por homicídio culposo e o atleta poderá cumprir pena de 15 anos

A juíza do caso, a sul-africana Thokozile Masipa, decidiu que o atleta cumprirá pena pelo crime cometido em fevereiro de 2013. A punição será porferida no mês que vêm e o medalhista olímpico pode pegar 15 anos de cadeia 12/09/2014 às 10:00
Show 1
O atleta paralímpico Oscar Pistorius pode ser condenado a 15 anos de prisão.
Joe Brock (Reuters) Pretória (África do Sul)

O atleta olímpico e paralímpico sul-africano Oscar Pistorius foi condenado nesta sexta-feira (12) pelo crime de homicídio culposo, por ter matado em fevereiro do ano passado sua namorada, a própria namorada, a modelo Reeva Steenkamp. A leitura da setença será feita no dia 13 de outubro próximo e o atleta poderá receber pena de 15 anos de reclusão.

De acordo com o parecer da juíza Thokozile Masipa, Pistorius não teve a intenção de matar a namorada, mas foi negligente no caso. O atleta de 27 anos, que tem as duas pernas amputadas e foi um dos grandes nomes do atletismo mundial, permaneceu impassível no banco dos réus com as mãos cruzadas, enquanto a magistrada lia o veredicto.

Pistorius foi inocentado de duas outras acusações, não relacionadas, sobre posse de armas - a posse ilegal de munição e disparar para o alto através do teto solar de seu carro - , mas foi condenado por atirar debaixo de uma mesa em um restaurante lotado de Johanesburgo.


A mesma magistrada que poderá mandar o heroi olímpico para a cadeia por mais de uma década, o inocentou na quinta-feira (11) do crime de homicídio doloso (aquele que tem intenção de matar). No entender de Masipa, o atleta foi negligente ao atirar através de uma porta trancada de banheiro, onde estava a vítima, mas que não teve a intenção de matá-la.

Pistorius é reu confesso, mas durante o julgamento, declarou que matou a namorada a tiros por acidente, acreditando que um intruso estivesse no banheiro. O atleta sul-africano será sentenciado no dia 13 de outubro.

Publicidade
Publicidade