Publicidade
Esportes
‘15ª RODADA’

Pleno do TJD julga recurso que pode mudar história do Barezão nesta terça-feira (15)

Tribunal de Justiça Desportiva do Amazonas pode reverter ou manter penas aplicadas a Nacional e Rio Negro por suposta escalação irregular de jogadores 16/05/2017 às 12:03 - Atualizado em 16/05/2017 às 13:37
Show zcr021601 p01
Julgamentos começaram no início de maio e foram marcados por interpretações diferentes sobre o mesmo caso (Foto: Evandro Seixas)
Valter Cardoso Manaus-AM

Após 56 partidas e 167 gols marcados, um dos momentos mais importantes do Campeonato Amazonense 2017 chegou, mas fora de campo. Nesta terça-feira (16), o Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva do Amazonas (TJD/AM) julga o recurso que penalizou Nacional e Rio Negro com perda de pontos devido a escalação irregular de jogadores. Na semana passada, os dois times foram penalizados e perderam, respectivamente, 20 e sete pontos. A decisão pode ser revertida nesta sessão do Tribunal.

Com a punição, o Nacional seria rebaixado para a segunda divisão do futebol amazonense. Se a pena for revertida, o time volta a assumir a ponta do Campeonato Amazonense, o Barezão, e se classifica para a semifinal. Já o Rio Negro não tem sua sequência no campeonado alterada, já que o time não avança ou é rebaixado, independente da perda de pontos. Somente com a definição do TJD-AM, as semifinais serão confirmadas para, então, serem definidas novas datas para realização dos jogos.

“Por um aspecto, de repente, motiva o torcedor de um clube que está em suspense. Por outro lado, alguns poderão achar que isso pode caracterizar algum outro tipo de problema, no aspecto de organização, coisa que não é verdade. Isso vai causar um problema no aspecto de datas dos jogos. Nós temos dois clubes que começam a jogar a Série D, aí nesta terça-feira a noite termina o julgamento. Vamos ter tempo hábil para fazer um jogo quarta-feira? Não haverá tempo. Quinta? De quinta para a sexta os clubes estão viajando para irem jogar as competições nacionais”, explicou o presidente da Federação Amazonense de Futebol, Dissica Valério Tomaz.

Fim?

Parte mais interessada na absolvição, o Nacional garante que uma eventual decisão desfavorável, o time vai procurar instâncias superiores.

“Estamos muito otimistas por conta força do primeiro julgamento, uma vez que estão julgamento a mesma coisa. Caso haja uma condenação aqui, em primeira instância, nós já temos o advogado com escritório no Rio de Janeiro, próximo inclusive ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva. Ele vai acompanhar em tempo real, porque a audiência é transmitida pela internet. Logo após, caso tenha uma condenação, já vai preparar toda a petição para que, na quarta-feira (17) no primeiro horário possa dar entrada no STJD”, explicou o presidente do Nacional, Roberto Peggy.

A novela

No início do mês, Nacional, Rio Negro e Penarol foram absolvidos, por unanimidade, pela a 1ª Comissão Disciplinar do TJD-AM. Na semana seguinte, em denúncia semelhante, a 2ª Comissão Disciplinar condenou os dois times, também por unanimidade e os times perderam os pontos. 

Ontem (15), o Nacional conseguiu um efeito suspensivo que lhe dá direito a contar novamente com os pontos até a decisão do Pleno.

Publicidade
Publicidade