Quarta-feira, 20 de Janeiro de 2021
Julgamento

Pleno do TJD-AM julgará recurso do JC no próximo dia 17

O presidente do tribunal, Edson Rosas, confirmou a data do julgamento que irá definir o destino do Campeonato Amazonense Feminino



d2e910b4-8a1b-4b1a-af19-96332c6758ed_0C76C3DA-4C99-427A-80A2-2076B3756372.jpg Foto: Arquivo A CRÍTICA
02/12/2020 às 11:46

A novela envolvendo a final do Campeonato Amazonense Feminino ganhou um novo capítulo nesta terça-feira (1). Após a Segunda Comissão Disciplinar absolver, no último dia 27 de novembro, o 3B da Amazônia pela acusação de escalação irregular da lateral Gisele Teles, o JC FC de Itacoatiara recorreu da decisão na segunda-feira (30), através de seu representante, César Cardoso, que falou ao A CRÍTICA  sobre a reivindicação do Tigre da Velha Serpa.

“O JC está reivindicando que o pleno reforme a decisão da segunda comissão disciplinar. A decisão foi totalmente equivocada, para você ter uma ideia, a Gisele foi condenada por estar suspensa, no entanto, elas entenderam que o 3B não colocou uma atleta suspensa para jogar, o que é bem incoerente, pois eles condenaram a Gisele por 60 dias, tendo em vista que ela estava realmente suspensa, mas não cumpriu a suspensão”, explica o representante do JC.



No julgamento do dia 27, Gisele foi punida em 120 dias, mas com a pena sendo reduzida pela metade por se tratar de uma competição não profissional, com base no artigo 223 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). O motivo da punição é por conta da lateral não ter cumprido os três jogos de suspensão referentes ao resultado do julgamento de fevereiro, que puniu a atleta por receber cartão vermelho e protestar de forma ostensivamente contra a decisão da arbitragem.

“Nós queremos que o pleno analise as provas nos altos, principalmente uma certidão positiva da Gisele, que é muito fácil de acessar, é só entrar no Dataged (sistema de processos virtuais), colocar o nome correto, Gisele Teles de Mesquita com o número CBF vai aparecer a suspensão de três jogos oriundos do processo 0022020, então é basicamente isso, que se reforma a decisão em primeiro grau, condenando o 3B a perda de 10 pontos”, revela o doutor.

Quando se busca no sistema da Dataged pelo nome ‘Gisele Teles de Mesquita’, consta-se a certidão com a punição referente aos três jogos que a atleta teria que ter cumprido nesta edição do Barezão, já vestindo a camisa do 3B. Porém, segundo o doutor César Cardoso, o representante do 3B apresentou uma certidão constando o nome ‘Gisele Teles Mesquita’ e não juntou a prova aos altos.

“O advogado deles não requereu a juntada, apenas apresentou. Isso é uma prova que deveria estar no processo, mas não está, inclusive, eu comento isto no meu recurso”, conclui.

 

Certidão em que consta os três jogos de suspensão que a lateral deveria ter cumprido no Barezão de 2020

Presidente do 3B fala sobre caso

Após o JC recorrer da decisão da Segunda Comissão Disciplinar, o presidente do 3B da Amazônia, Bosco Brasil Bindá falou sobre o caso, disse que já liberou boa parte de suas jogadoras para voltar às suas casas e que não pretende esperar a decisão do tribunal.

“Eu soube que o JC recorreu, também soube que foi marcado um julgamento pro dia 17, cara eu tomei uma decisão de liberar minhas jogadoras para casa, nós não tivemos folga desde o início do ano e eu não vou ficar esperando”, disse o mandatário das Feras.

Quando perguntando se o fato de não querer esperar seja uma indicação que o 3B não queria fazer a final, Bosco respondeu que deve fazer a final caso aconteça a manutenção do confronto.

“Sim, devemos fazer a final, nem que seja trazendo 10 jogadoras para jogar. Aqui tem a Paulinha, a Marília, as fronteiras estão fechadas, então temos as venezuelanas, são pelo menos oito jogadoras só aí, então a gente deve fazer a final, isso se a gente tiver lá, vai que o JC elimina a gente, eles querem fazer a final com o Recanto, mas eu tô bem tranquilo com elação a isso”, concluiu o presidente.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.