Sábado, 24 de Julho de 2021
Resultado histórico

Podendo ser negociado, Vanilson entra no top 3 da artilharia histórica do Manaus

Gol marcado no último domingo foi o 14º em 18 partidas disputas contando suas duas passagens no clube esmeraldino



2f03539d-eee7-4264-bd0b-9b0d3f6afa0f__1__D9C65EA8-C794-4B0D-94CE-AEDDCCDE3CAF.jpg Foto: João Normando / FAF
22/06/2021 às 09:22

Mesmo balançando as redes na tarde do último domingo (20), Vanilson não foi capaz de evitar a segunda derrota do Manaus na atual edição da Série C. O revés por 3 a 2 para o Altos-PI, em Teresina, não tirou a equipe esmeraldina do G4, mas fez o time perder uma posição - ocupando neste momento o quarto lugar - e ainda por cima desperdiçando a chance de terminar a quarta rodada na liderança isolada do grupo A. 

Além de ser o artilheiro do Manaus na temporada com 13 gols em 15 jogos, Vanilson subiu mais um degrau na briga pela artilharia histórica do clube. Com o gol feito em sua primeira passagem em 2013, o centroavante agora soma 14 gols em 18 jogos, ultrapassando os atacantes Mateus Oliveira e Diego Rosa com 13 e já mirando o atacante Rossini, que fez 16 gols em 77 jogos pelo Gavião Real. 



Se no momento, chegar na meta de 39 gols de Hamilton parece improvável, existe uma estatística que o ‘Vanigol’ aparece soberano no topo da lista esmeraldina. Com os seus números, o atacante de 30 anos tem uma média de 0,77 gols por jogo. Enquanto que o ‘Ibra da Amazônia’, um dos maiores ídolos da história do clube, tem uma média de 0,44.

Saída preocupa torcida

Na última semana, muitas informações movimentaram os bastidores do Manaus envolvendo uma possível saída do atacante Vanilson. Como partes interessadas, estão o Goiás - atualmente na Série B do Brasileirão - e o mundo árabe. Anderson Nassrala, empresário do atacante, disse ao A Crítica que as negociações estão andando, nenhuma das partes envolvidas perderam o interesse e que o objetivo no momento é encontrar uma proposta que agrade todos os lados. 

“O Vanilson tem contrato e tem que cumprir. As coisas (negociações) estão andando, mas ainda não chegamos na proposta que agrada a todos”, disse o representante do atleta, que já havia adiantado para a reportagem que a multa do atleta gira em torno de R$ 1 milhão, mas que estava negociando para conseguir baixar o montante.

Foco no Manaus

O gol sofrido aos 52 minutos tirou o primeiro ponto que o Manaus conquistaria jogando fora de casa. Porém, Vanilson falou em entrevista após o jogo que a grupo precisa tirar ‘lições’ do resultado e já mirar nos próximos jogos, aonde o Manaus terá a chance de fazer duas partidas dentro de casa, primeiro contra a Tombense-MG e em seguida contra a Jacuipense-BA.

“Infelizmente não conseguimos o resultado positivo, até o empate seria importante por ser um jogo fora de casa, empatamos no final e acabamos pegando um gol no apagar das luzes, mas é tirar de lição, pois o jogo realmente só acaba quando termina, nos próximos jogos temos dois dentro de casa, onde podemos brigar pela classificação, jogos diretos, fico feliz pelo gol, mais um, graças a Deus, que possa sair muito mais para ajudar o Manaus e agora é focar para os jogos dentro de casa e ir em rumo à classificação”, concluiu o atacante.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.