Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019
Craque

Ponte Preta minimiza Copa do Brasil deixando Nacional aliviado

O diretor executivo de futebol da Ponte Preta, Ocimar Bolicenho, disse que o clube está avaliando o regulamento criado pela CBF



1.gif Desinteresse da Ponte Preta animou os nacionalinos
05/06/2013 às 10:13

A Ponte Preta poderá jogar com um time misto contra o Nacional pela terceira fase da Copa do Brasil, pois deve priorizar a Série A do Campeonato Brasileiro. Além do mais, a Macaca está avaliando se será interessante prosseguir na Copa do Brasil e abrir mão da vaga para disputar a Sul-Americana, pois disputar uma competição internacional é um dos grandes sonhos do clube. A notícia agradou a comissão técnica e os jogadores nacionalinos, que ficaram mais motivados com a possibilidade de chegar às oitavas-de-final da Copa do Brasil.

O CRAQUE entrou em contato com o diretor executivo de futebol da Ponte Preta, Ocimar Bolicenho, que disse que o clube está avaliando o regulamento criado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que define que o time que se classificar às oitavas-de-final da Copa do Brasil automaticamente está fora da Sul-Americana, porque as datas dos jogos coincidem. 



“A prioridade da Ponte Preta é o Campeonato Brasileiro. Se a partida contra o Nacional cair numa data que represente desgaste para os jogadores entre as duas competições, vamos optar pela Série A. A previsão é que está partida aconteça entre os dias 3 ou 10 de julho. Se for no dia 3, não tem problema e jogaremos com todos os titulares. Mas se for no dia 10, temos compromisso pelo Brasileiro em Recife, aí devemos jogar com um time misto”, afirmou Bolicenho.

Pelo lado do Nacional, o técnico Aderbal Lana recebeu a notícia com desconfiança, mas acredita que se a Ponte Preta adotar a medida de “esnobar” a Copa do Brasil para priorizar a Série A, será bom para o Naça, que já goleou o Coritiba em Manaus e agora pode repetir a dose contra a Macaca. “Acho bom porque se a Ponte Preta vier com um time reserva para enfrentar o Nacional, a gente faz logo uns cinco ou seis gols neles e passa para a quarta fase da Copa do Brasil”, disparou o otimista Lana.

Jogadores motivados

O lateral-esquerdo Rodrigo Italo, que estreou bem na Série D do Campeonato Brasileiro contra o Náutico-RR, em Boa Vista, disse que, se a notícia se confirmar, aumentam as chances do Nacional de continuar fazendo história e avançando na Copa do Brasil. “Se eles vierem assim, com os reservas, será bom pra gente. Quanto mais a gente passar de fase na Copa do Brasil, melhor, e isso será muito bom para o futebol do Amazonas. Entrei bem contra o Náutico, em Roraima, e agora tem uma dor de cabeça aí para o Lana e uma briga boa pela posição de titular entre eu e o Bigú. Espero dar sequência aos jogos e ajudar o Nacional”, avaliou Italo.

Espião do Naça

Líder isolado do grupo A da Série D do Campeonato Brasileiro com três pontos, o Nacional quer manter a boa fase na competição e já pensa na partida de domingo, às 18h30, no estádio Roberto Simonsen,  contra o time do Plácido de Castro (AC), que não passou de um empate por 1 a 1 contra o Paragominas jogando em casa, na Arena da Floresta, em Rio Branco (AC), no último sábado.

Para o atacante nacionalino Leonardo, a partida contra o Plácido de Castro será importante para o Naça, porque vale a consolidação na liderança do grupo A. “Temos que nos impor jogando dentro de casa. A vitória será importante para o Naça disparar na liderança da competição. Já conheço a maioria dos jogadores do Plácido de Castro. Já joguei com eles em 2011 e vou passar todas as informações para o professor Aderbal Lana”, afirmou Leonardo.

O atacante Marcinho, ex-Cruzeiro, treinou ontem com os novos companheiros e já está à disposição do técnico. “A documentação da regulamentação já está toda pronta. Estou treinando essa semana para entrar em forma e, se puder jogar contra o Plácido de Castro, estarei pronto”, disse o jogador.

Genus na Série D

A polêmica envolvendo a quinta vaga do grupo do Nacional, que estava entre o Vilhena (RO), campeão rondoniense deste ano, e o Remo, que estava de olho na desistência do representante de Rondônia, deve terminar nesta quarta-feira (05). De acordo com o site da CBF, a equipe do Genus, terceira colocada no Estadual, está confirmada na competição. A Federação Rondoniense de Futebol (FRF) confirmou nesta terça-feira (04) que enviou às 14h o ofício  do time do Vilhena e do Pimentense à CBF, desistindo da vaga, alegando que não conseguiram apoio financeiro para disputar a competição. 

Segundo o vice-presidente do Nacional, Manoel do Carmo Chaves, o Maneca, é estranho o Remo estar pleiteando a vaga depois que a competição já começou, visto que já foi feita uma tabela com o representante de Porto Velho. “A competição já começou. O time do Vilhena foi campeão e escolhido para representar o Estado de Rondônia. Isso prova que houve muito dinheiro em jogo que fez com que os dirigentes de Rondônia não quisessem disputar. Eles deveriam ser punidos pela CBF”, disparou Maneca. Aderbal Lana, por sua vez, não se importou com a situação e disse que a equipe que quiser sair da Série D não pode escolher adversário.  


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.