Publicidade
Esportes
Craque

Portuguesa massacra o Corinthians por 4 a 0

Com três gols de Gilberto e um de Wanderson, a Lusa não encontrou dificuldades para conseguir o terceiro triunfo consecutivo na competição nacional 30/09/2013 às 08:17
Show 1
Três vezes Gilberto (ao centro) foi o carrasco do Timão na goleada desse domingo (29)
jornal a crítica ---

Em ascensão, a Portuguesa surpreendeu e massacrou o Corinthians, por 4 a 0, nesse domingo (29), no Morenão, em Campo Grande (MS). Com três gols de Gilberto e um de Wanderson, a Lusa não encontrou dificuldades para conseguir o terceiro triunfo consecutivo na competição nacional e, de quebra, afundar o Timão de vez na crise.

A Portuguesa, que nada tem a ver com a má fase corintiana, segue cada vez mais longe da zona de rebaixamento. Com 31 pontos, os lusitanos ultrapassaram o próprio Corinthians na tabela. Ambos têm a mesma pontuação, mas a Lusa leva vantagem no número de vitórias (oito contra sete).

Com o tropeço fora de casa, a equipe comandada por Tite chegou ao oitavo jogo sem vitória. Para piorar, o time alvinegro, dono da melhor defesa do Brasileirão, levou pela primeira vez mais de três tentos na mesma partida em 2013. Agora, a zaga tem 17 gols sofridos no torneio.

Foram 45 minutos para o Corinthians esquecer. 45 minutos para a Portuguesa eternizar. Apesar do ataque com Romarinho, Sheik e Guerrero, o Timão passou em branco. Mas o mesmo não pode ser dito da Lusa. Muito pelo contrário. Gilberto, sozinho na frente, deitou e rolou. Com Correa, Moisés e Souza em tarde inspirada, a Portuguesa abriu o placar logo aos sete minutos. Correa cruzou na área e Gilberto, de cabeça, venceu a marcação de Edenilson e colocou a bola para o fundo do gol. Gil e Paulo André, os titulares da melhor defesa do Brasileirão, apenas observaram.

Cinco minutos depois, a defesa corintiana voltou a bater cabeça. Correa, novamente livre na ala direita, levantou a bola na área e encontrou outra vez Gilberto. A atacante da Lusa não encontrou barreiras para superar Gil, desviar de leve na bola e enganar Cássio.

Atuando pelas pontas, Sheik e Romarinho tentavam, em vão, uma jogada ofensiva. Aos 16 minutos, pênalti para o Corinthians. Moisés Moura derrubou Sheik dentro da área. Na cobrança, Guerrero chutou fraco e Lauro defendeu.

O terceiro gol não demorou muito a sair. Aos 31 minutos, Souza lançou Gilberto em profundidade. O camisa 9 avançou com velocidade, driblou Cássio e tocou a bola para dentro do gol. Vantagem mais do que merecida. Tudo ou nada. Com a desvantagem no placar, o Corinthians voltou ainda mais ofensivo para o segundo tempo. Jocinei e Pato substituiram Igor e Paulo André, respectivamente. E a mudança dupla deu certo. Nos dez primeiros minutos, o Timão dominou o setor ofensivo e chegou a marcar dois gols (Sheik e Pato). Mas ambos foram invalidados (impedimento) pela arbitragem.

Para “fechar com chave de ouro” a péssima atuação, Gil, aos 20 minutos, recebeu o cartão vermelho por acertar com o braço no volante Bérgson. Com dez jogadores em campo, o caos tomou conta do Timão.

Abatido e sem poder de reação, o Corinthians praticamente se entregou em campo depois da expulsão de Gil. Wanderson, aos 34 minutos, marcou o gol que calou de vez o Morenão. O atacante recebeu em profundidade, driblou Cássio, tocou a bola para o fundo do gol e correu para o abraço da torcida. E que abraço. Como não se esbaldar de emoção com uma vitória por 4 a 0 em cima do Corinthians?

Na próxima quarta-feira, às 18h30 (de Manaus), a Portuguesa enfrenta o Cruzeiro, no Mineirão. O Corinthians, por sua vez, recebe o Bahia, às 20h50, no Pacaembu.

Publicidade
Publicidade