Sábado, 16 de Outubro de 2021
Otimismo

Presidente do Fast lamenta eliminação da Série D, mas projeta um 2022 vitorioso

Ao A Crítica, o presidente do Tricolor de Aço revelou que, desde o mês de julho, Fast está trabalhando em projeto para o Barezão do ano que vem



WhatsApp_Image_2021-08-25_at_11.04.31_B338D8D4-7B6B-48AF-9817-AF6BBDACADD3.jpeg Foto: Arquivo / A Crítica
25/08/2021 às 11:58

A diretoria do Fast teve uma longa reunião com jogadores e comissão técnica que durou quase toda a terça-feira (24). Sem chances de classificação à próxima fase da Série D, a direção resolveu que, já nos próximos dias, vai liberar os atletas para que eles assinem com novos clubes.

Em conversa com o A Crítica, o presidente Fast, Denis Albuquerque, lamentou o momento do clube no pós-eliminação e lembrou que houve muitos problemas extra-campo, ao qual preferiu se abster de maiores comentários, dizendo que tudo estaria sendo ‘resolvido judicialmente’. Denis também revelou que, mesmo ainda com a disputa aberta na série D, os dirigentes já trabalham em um projeto para o próximo Barezão.

“É bom frisar que o Fast já estava trabalhando no planejamento de 2022, desde o jogo contra o Castanhal, em Belém. A gente acreditava no time, mas a gente já vinha adiantando o planejamento para o ano que vem. Temos conversas com treinador, comissão técnica e alguns atletas”, disse o mandatário, explicando que pouco a pouco, as contas vão sendo sanadas. Contudo, ainda aguarda um desfecho positivo para receber um aporte no valor de R$300 mil, que será oriundo da prefeitura de Manaus.

“O Fast ainda não recebeu o dinheiro da prefeitura, apenas para deixar claro. Existe toda uma burocracia e tá correndo lá, esperamos que seja aprovado, tá na mão das partes jurídicas. Até para o torcedor não pensar que a gente sumiu com o dinheiro, o clube ainda não recebeu nada da prefeitura. O clube recebeu apenas os R$75 mil do Governo, que inclusive é com que estamos conseguindo fechar as contas, até porque houve o rompimento com uma empresa e a conta ficou pra gente. Infelizmente a conta acabou ficando, não era o nosso planejamento, mas agora a gente tem que arcar com todos os compromissos”.

PENSANDO GRANDE

O presidente do Tricolor de Aço garante que o planejamento para 2022 será ‘robusto’ e espera que tudo ocorra como vem sendo planejado. Denis ainda garante que o Fast brigará por taças em 2022, ainda que o campeonato se mostre mais difícil.

“Uma coisa eu posso garantir: se tudo ocorrer como está sendo planejado, o Fast vem para o ano com uma equipe competitiva para bater de frente com Manaus, Amazonas e também o São Raimundo, que vai estar na Copa do Brasil. Estamos planejando uma equipe competitiva para não sermos meros coadjuvantes, inclusive, alguns jogadores do atual elenco deixaram claro que podem retornar ao clube em breve, até porque sabem que o trabalho dessa diretoria é sério. A gente sabe que vai ser mais difícil, mas vamos atrás de títulos em 2022”, finalizou.



João Felipe

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.