Publicidade
Esportes
Em caso de vitória

Presidente do Princesa afirma que dinheiro do mando de campo será usado para salários

Mandatário do Princesa falou em pagamento de recompensa para motivar ainda mais os atletas contra o Internacional pela Copa do Brasil. Partida ocorrerá em Cascavel, na quarta-feira (15) 02/02/2017 às 05:00
Show modesto alexandre
Modesto disse que o dinheiro será para motivar os atletas (Foto: Reprodução)
Camila Leonel Manaus (AM)

O Princesa do Solimões vendeu o mando de campo da partida contra o Internacional pela Copa do Brasil. Com isso o jogo será realizado no Paraná. Apesar dos valores não terem sido revelados quando confirmou-se a venda do local do jogo, o presidente, Modesto Alexandre, afirmou que o dinheiro serviria para pagar o salário dos jogadores. Mas o mandatário admitiu à A CRÍTICA que esse valor será usado como recompensa, o famoso ‘bicho’ caso os jogadores passem de fase.

“O jogo contra o Internacional vamos jogar em campo neutro. É só um jogo, então tudo é possível. Quero deixar bem claro que nós vendemos o mando de campo e não a partida. Poderia ser na Arena? Poderia, mas eu vou ter que enfrentar o governador aqui por causa dos valores da Arena. Então se a gente passar, esse dinheiro da venda do campo vai ser oferecido  como bicho para os jogadores para motivá-los a passar de fase”, explicou.

No dia 24 de janeiro, quando confirmou a venda, Alexandre falou que o valor da venda do campo seria suficiente para pagar pelo menos cinco meses de salário do elenco.

A equipe de Manacapuru deve viajar na madrugada do dia 13 de fevereiro rumo ao local da partida. Na terça, os jogadores farão um reconhecimento do gramado em Cascavel. A partida acontece na quarta-feira (15), às 19h45 (de Manaus).

Publicidade
Publicidade