Publicidade
Esportes
Craque

Presidente do UFC, Dana White confirma que Anderson Silva vai lutar contra GSP e Jon Jones

Cartola disse que o ídolo brasileiro está perto de assinar um grande acordo com a organização. Afirmação foi dada a um programa de TV nos EUA 26/01/2013 às 11:39
Show 1
'Chefão' do UFC, Dana White, garante as duas lutas do brasileiro
A CRÍTICA Manaus (AM)

Parece que o sonho de milhões de fãs de MMA pelo mundo irá se realizar. Quem espera ver um dia duelos de Anderson Silva contra Georges Saint Pierre e Jon Jones pode comemorar. Quem garante é o presidente do UFC Dana White. Em entrevista ao programa “O Show de Waddle & Silvy”, da ESPN de Chicago (EUA), o cartola disse que o ídolo brasileiro está perto de assinar um grande acordo com a organização que incluiria essas duas lutas.

“Vocês vão ter essas duas lutas antes de Anderson Silva se aposentar. Ele está à beira de assinar um novo contrato grande com a gente e ele quer grandes lutas. Isso é o que ele quer”, declarou o patrão do UFC.

Enquanto Jon Jones tem confronto marcado contra Chael Sonnen em abril, Georges Saint Pierre encara Nick Diaz em março. White prefere esperar o combate para pensar em como fará acontecer a luta entre Anderson e GSP, que parece estar nos planos por causa da vontade de Spider.

“GSP ficou fora por um pouco mais de um ano. Ele teve uma cirurgia no joelho. Vamos ver como esta luta contra Diaz acontecerá. Essa luta não está morta. A luta vai acontecer. Vamos dizer que Diaz vença Georges St-Pierre. Diaz já declarou que gostaria de enfrentar Anderson Silva. Vamos ver o que acontece”, afirmou o cartola.

Ainda sobre as superlutas dos sonhos dos fãs, White rasgou mais elogios ao brasileiro e apontou a sorte que tem em Spider lutando nos médios.

“A grande coisa sobre Anderson Silva é que ele é o maior lutador da história do MMA. Ele é peso médio. Caiu bem no meio de Georges St-Pierre (meio-médio) e Jon Jones (meio-pesado) para que ele possa lutar com esses dois caras”, finalizou Dana.

UFC ON FOX

Rampage Jackson abriu a boca para provocar e intimidar Glover Teixeira na encarada oficial da pesagem do UFC: Johnson x Dodson, nesta sexta-feira, em Chicago. O que ele disse, só Dana White, presidente do Ultimate, e Joe Rogan, comentarista oficial da organização, ouviram.

O brasileiro não se intimidou, manteve a compostura e só respondeu após ser liberado para descer do palco. Ambos os pesos-meio-pesados e os demais lutadores do torneio passaram sem problemas pela balança e estão confirmados no evento, que acontece neste sábado.

Rampage e Glover fazem o coevento principal da noite e, portanto, foram os penúltimos a subirem ao palco.

O brasileiro bateu 93,4kg, no limite de tolerância de uma libra (494g) permitido para lutas que não valem cinturão. O americano, por sua vez, registrou 92,5kg, uma libra abaixo do limite. Ele rumou para a encarada e falou muito, em tom ameaçador, para Glover, que permaneceu calado e sério, enquanto Dana White e Joe Rogan observavam, salivando. Apenas quando Dana mandou os dois se separarem, o mineiro respondeu.

Publicidade
Publicidade