Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2021
TROPEÇO

Primeiro tempo ruim foi determinante para derrota, diz Lecheva

Técnico do Fast disse que os erros coletivos da primeira etapa, além de uma difícil adaptação a um gramado mais pesado, foram fatores que contribuíram para o baixo rendimento da equipe



WhatsApp_Image_2020-11-08_at_15.45.59_3E226F26-8AC1-4059-9DA9-7BA5B3970707.jpeg (Foto: Iago Albuquerque)
08/11/2020 às 15:54

O treinador do Fast, Ricardo Lecheva, avaliou a derrota para o Independente-PA nesse sábado (7) no estádio Navegantão, em Tucuruí, interior do Pará. Para o comandante, a condição do gramado e as falhas coletivas foram fatores que atrapalharam a equipe na primeira etapa.

Lecheva comentou que os erros coletivos da primeira etapa, além de uma difícil adaptação a um gramado mais pesado, foram fatores que contribuíram para o baixo rendimento da equipe, que mesmo fazendo o reconhecimento do gramado na véspera da partida, não apresentou um bom rendimento, desagradando o treinador.
 
“Foi um jogo de dois tempos bem distintos, um primeiro tempo muito ruim que nós fizemos, principalmente os primeiros 30 minutos, muitos erros de passe, talvez a equipes estranhando um pouco o gramado pesado e a grama alta. Mas tínhamos feito um treino na véspera, justamente para tentarmos nos adaptar ao gramado, mas os atletas sentiram bastante isso no início da partida, com erros até infantis de passes e não conseguindo dar sequência nas jogadas, isso prejudicou muito.”



Mesmo com um volume de jogo maior na segunda etapa, o Tricolor não conseguiu igualar o placar, esbarrando na forte marcação do time da casa, que jogou em um esquema mais conservador visando tornar o jogo da equipe amazonense burocrático. Lecheva lamentou as chances criadas, que segundo o treinador poderiam ser suficientes, inclusive para uma possível virada no placar e consequentemente terminar com uma vitória do Fast.

“No mais o Fast dominou o jogo todo, o time do Independente recuou totalmente. O Fast voltou um pouco melhor no segundo tempo, mas infelizmente não conseguiu concluir com êxito as jogadas de gol criadas, tivemos pelo menos três chances de empatar e posteriormente até virar o jogo, mas acabamos não finalizando corretamente, faz parte do jogo.” Finalizou o treinador.
 
Sem tempo para lamentações, Lecheva já ‘virou a chavinha’ e já pensa no próximo jogo em casa contra o Bragantino-PA, partida que ocorre já no próximo sábado (14), às 15h no estádio da Colina. A vitória em casa garante o Fast na próxima fase do Campeonato Série D com duas rodadas de antecedência. O tricolor de aço ainda tem pela frente além do Bragantino-PA. o Rio Branco-AC fora de casa, e na última rodada o Rolo compressor encerra a sua participação na fase de grupos contra o Galvez-AC em casa.

João Felipe

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.