Publicidade
Esportes
COMPETIÇÃO

Primeiro turno do Campeonato de Futebol de Mesa inicia neste sábado (12)

Evento inicia às 8h nas dependências do Estádio Carlos Zamith, no bairro Coroado, Zona Leste. Quatro equipes do Amazonas disputam o título do campeonato 09/05/2018 às 16:54
Show tenis de mesa
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

Começa neste sábado (12) o 1º turno do Campeonato Amazonense de Futebol de Mesa por Equipes – Regra 12 toques. O evento inicia às 8h na sala Jefferson Marques, nas dependências do Estádio Carlos Zamith, na alameda Cosme Ferreira, bairro Coroado, Zona Leste de Manaus.

Com organização da Federação Amazonense de Futebol de Mesa (FAFM) o campeonato terá a 8ª edição do Super Desafio de Equipes (SDE), e conta com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

De acordo com o presidente da FAFM, Winnetou Almeida, o desafio, que ocorre duas vezes por ano, é um dos mais queridos dos atletas.

“Somos a única federação que realiza esta maratona entre equipes e os competidores gostam bastante porque podem juntar-se aos amigos e praticar o esporte que tanto gostam, sem ter hora pra acabar. Além disso, é preciso ter bastante condicionamento físico, porque passar o dia de pé e competindo na modalidade, não é fácil”, explica.

Ao todo, quatro das cinco equipes existentes no Amazonas estão inscritas, entre elas estão Banca Forte Futmesa, Wermes Futmesa, São Raimundo/Buddies e Penarol Futmesa. Na competição poderão jogar quatro titulares e não há limites para a quantidade de reservas. Serão 14 mesas disponíveis para as partidas e os interessados em conhecer o esporte terão acesso livre ao local de competição.

Crescimento

Winnetou afirma que o esporte vem crescendo no Estado e as pessoas têm procurado conhecer e praticar profissionalmente a modalidade. Atualmente, a FAFM adota três tipos de regras que são 12 toques, Três toques e Dadinho. “Começamos com quatro atletas federados e hoje já somos mais de 30 associados. Comparados a outras federações, podemos não ser muitos, mas este é um grande avanço para o futebol de mesa amazonense”, disse.

Publicidade
Publicidade