Domingo, 18 de Agosto de 2019
Craque

Princesa do Solimões a 180 minutos do título inédito no Amazonense de 2013

Para ser campeão antecipado, o Tubarão, vencedor do primeiro turno, terá que superar o Nacional, considerado um dos times mais fortes do Estadual, na final do returno



1.jpg Técnico Marquinhos já foi treinado pelo técnico Aderbal Lana
07/05/2013 às 15:11

O Princesa do Solimões terá exatamente 180 minutos para se tornar campeão antecipado do Amazonense de 2013. Para garantir o título inédito, o Tubarão, vencedor do primeiro turno, terá que superar o Nacional, considerado um dos times mais fortes do Estadual, na final do returno. Uma missão, segundo o técnico Marcos Píter, complicada, mas não impossível.

Desgastados por conta das viagens e dos últimos jogos (três em uma semana), os atletas do Princesa fizeram um treino leve ontem, em Manacapuru (a 80 quilômetros de Manaus) e o treinador aproveitou para conversar com o grupo e reforçar o objetivo: ser campeão de 2013.

“No início do campeonato nós fizemos um pacto de que seríamos campeões. Com garra e muita força de vontade, crescemos, vencemos o primeiro turno e ganhamos o respeito dos adversários. Agora vivemos outro momento, temos a possibilidade de sermos campeões direto, estamos muito felizes e continuamos focados e determinados a brigar por isso”, disse o treinador.

Apesar do comprometimento e da vontade de conquistar o título, o elenco do Princesa também tem um plano B, caso o roteiro da final do returno seja diferente do esperado.

“Nossa expectativa em conquistar o título antecipadamente é muito grande e é claro que nós queremos vencer o Nacional, mas também estamos preparados para um resultado negativo. Se isso acontecer, se não conseguirmos vencer, vamos analisar os nossos erros com calma para não sermos surpreendidos na final. Queremos muito conquistar este título inédito para o clube. Manacapuru merece”, comentou.

Ex-jogador, Marcos Píter, que já teve Aderbal Lana como técnico, disse que aprendeu muitas coisas com o ex-treinador e que está feliz em tê-lo agora como adversário.

“Tenho carinho e respeito pelo Lana, um técnico que me ensinou muitas coisas. Estou feliz em estar ao lado dele, mesmo como adversário. Mas aviso que não ficarei intimidado nem amanhã e nem no sábado, meu time vai jogar para vencer”, pontuou.

A equipe que vai enfrentar o Leão da Vila, nesta quarta-feira, no estádio do Sesi, Zona Leste, as 20h30, será definida nesta terça, após um treinamento tático. “Vou fazer um treino mais longo amanhã (hoje) para saber quem deverá começar jogando contra o Nacional”, explicou.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.