Publicidade
Esportes
Amazonense

Princesa do Solimões derrota o Nacional e chega a final do Barezão 2016

Michel e Jefferson marcaram os gols do Tubarão do Norte, que enfrentará o Fast na decisão 19/10/2016 às 22:44 - Atualizado em 20/10/2016 às 00:17
Valter Cardoso Manaus

O apito final marcou a passagem do Princesa do Solimões para a final do Campeonato Amazonense.  Após vencer o Nacional por 2 a 0 nesta quarta-feira (20), jogadores, comissão técnica e alguns torcedores entraram no gramado da Arena da Amazônia, em uma comemoração que lembrava a conquista de um título.

Os gols de Michell Parintins e Jefferson garantiram a vaga na grande final do Campeonato Amazonense e a disputa na Série D e Copa do Brasil no ano de 2017, um peso a menos, para carregar enquanto se prepara a disputa do título no próximo sábado (20) contra o Fast.

 “Feliz, feliz de mais. Aproveitar esse momento, saborear esse calendário de 2017 que mais uma vez eu deixo o Princesa onde eu pegue. Eu, o grupo, a diretoria, mas principalmente  eu individualmente, estou precisando demais de um título”, brincou Zé Marco, que chega a terceira disputa de título, mas ainda não levantou a taça do Campeonato Estadual.

Do outro lado, os jogadores do Nacional saíram de campo visivelmente abalados e sendo bastante hostilizados pela torcida, na Arena da Amazônia.


A partida
O jogo começou mostrando duas propostas diferentes. O Princesa buscando atacar e definir a partida, enquanto o Nacional buscava as jogadas de velocidade. Os primeiros minutos foram marcados pelas trocas de passe no meio campo e poucas chances de gol.

Aos poucos o Princesa passou a buscar mais o jogo, principalmente nas bolas enfiadas.

Aos 26, Michell Parintins teve chance em sua principal jogada: a bola parada. Em cobrança de falta na entrada da área, o meia acertou o ângulo esquerdo de Raphael Barrios em uma batida magistral e abriu o placar para o Tubarão.

O Nacional demorou a absorver o golpe e só voltou a pressionar no fim da primeira etapa, mas sem muita organização nas jogadas. 

No segundo tempo, apesar da vantagem, o Tubarão continuou pressionando mais e buscava ampliar o placar. Após suportar a pressão do  Leão nos primeiros minutos da primeira etapa, o time voltou a mostrar seu poder de fogo.


Aos 16 minutos, em um contra-ataque fulminante, Tety arrancou em extrema velocidade pela direita e achou Jefferson sozinho na área, se esticou e fez o segundo gol do time de Manacapuru.

Aos 23, Eduardo quase coloca o Nacional novamente na partida. O meia fez bela jogada pela direita e foi travado na hora de finalização.

Aos 33, João Rodrigo bateu falta na área e Edinho Canutama quase amplia o placar de cabeça. 

Aos 44, Edinho mais uma vez levou perigo e finalizou de fora da área assustando o goleiro Jonathan. Fim de jogo, 2 a 0 para o Leão da Vila.
 

Publicidade
Publicidade