Publicidade
Esportes
PARADO NO MERCADO

Princesa inicia Série D projetando contratações apenas para segunda fase

Presidente do time alega que o calendário do Campeonato Amazonense prejudicou as negociações 18/05/2017 às 05:00
Show zcr081802 p01
Princesa precisa focar em duas competições: Fase final do Barezão e primeira fase da Série D. (Foto: Reprodução)
Valter Cardoso Manaus-AM

Dividindo atenções em duas competições, o Princesa do Solimões se prepara para uma verdadeira maratona de jogos, entre Série D do Campeonato Brasileiro e o Barezão 2017. 

Em um momento tão importante da temporada, o elenco vai ser mantido para as duas frentes. Reforços? Só na segunda fase da Série D. “Nós estamos com um projeto para a segunda fase, se passarmos. Com o atraso do Campeonato, complicou. As peças que nós estávamos querendo estão na semifinal, pessoas que estão jogando, aí ficou complicado para nós. Aí não tem como reforçar”, explicou o presidente do Princesa do Solimões, Modesto Alexandre, citando a alteração dos jogos do Campeonato Amazonense, por conta do adiamento da rodada da semifinal, em virtude do julgamento do Tribunal de Justiça Despotiva, que poderia alterar a tabela de classificação e os confrontos da semifinal. 


 Com isso, o mandatário  do Tubarão do Norte garantiu que o elenco não vai ter dispensas neste início da competição nacional. “Os caras chegaram até aqui, aí tirar? Seria deselegante. Então vamos levar eles até, pelo menos, a primeira fase e manter o elenco”, disse ele, que também assumiu que o time precisa de ajustes. 
“O time está precisando de dois zagueiros e um volante. Porque quando um se machuca, ou vai expulso, não temos peça  para repor. Estamos precisando. Tem que improvisar o Erick, o Leozinho, o Gelvane”, finalizou.

A Série D
O Princesa do Solimões estreia na  Série D do Campeonato Brasileiro no próximo domingo (21), diante do Real Desportivo, de Rondônia, dando início a fase de grupos da competição.  Além do time rondoniense,  o Tubarão ainda enfrenta o Atlético-AC e o Trem-AP, em jogos de ida e volta pelo grupo A1. 

Dos 68 clubes que iniciam a disputa da Série D, os dois primeiros de cada grupo avançam para a segunda fase onde acontece nova disputa em sistema de pontos corridos, onde os dois melhores avançam para a fase de mata-mata. Para conseguir o acesso até a Série C, o time precisou chegar até  a semifinal.
 

Publicidade
Publicidade