Publicidade
Esportes
Craque

Princesa do Solimões se prepara para encarar mais uma maratona de partidas

O time da Terra da Ciranda, se prepara para disputar seis jogos em três competições diferentes nesse mês de março. Para isso, o Princesa do Solimões aproveitará a semana para encarar a pressão dos jogos 02/03/2015 às 19:32
Show 1
Princesa do Solimões se prepara para ter um bom desempenho nas três competições que disputará
Camila Leonel Manaus (AM)

No mês de março, o Princesa do Solimões enfrentará uma maratona de jogos por três competições diferentes. Entre os dias nove e 25 de março, serão seis jogos: dois pela Copa Verde, três do Campeonato Amazonense e um pela Copa do Brasil. Para aguentar a pressão, o técnico do Tubarão do Solimões, Zé Marco, vê essa semana como decisiva para os treinamentos da equipe.

“Reapresentamos hoje e trabalhamos a recuperação da parte fisica. A partir de amanhã, vamos intensificar a preparação com bola. A gente vai aproveitar ao máximo essa semana porque teremos mais tempo e, a partir do dia nove, teremos tempo apenas para recuperar a parte física dos nossos atletas, conversar e recuperar a cabeça deles para três competições importantes e diferentes. Isso requer um planejamento. O Amazonense é uma competição mais longa, mas a Copa do Brasil e a Copa Verde são mata-mata e precisamos de um planejamento, pois um erro pode custar caro”, disse.

Em segundo lugar no campeonato Amazonense, o time do Princesa vem de uma vitória de virada na casa do São Raimundo, mas de acordo com Zé Marco, o resultado serve para exaltar o desempenho dos atletas.

“Na verdade, a gente usa o saldo positivo para mexer, modificar o que fizemos de errado no jogo contra o São Raimundo. Claro que a gente tem que exaltar o desempenho dos atletas, mas temos que ver onde nós erramos, principalmente no segundo tempo. Mesmo com um homem a mais, nós demoramos a encaixar o nosso jogo, nosso objetivo é valorizar a posse de bola e diminuir os erros e temos que trabalhar para isso”.

Pressão paraense

Apesar do bom resultado o técnico do Princesa pontuou que agora o foco é o Remo, adversário da próxima segunda-feira (9), no Estádio Ismael Benigno, às 20h. “Nós não vamos ter muito tempo a partir do dia nove. Vai ser um jogo atrás do outro. O São Raimundo passou, agora é o Remo. É um passo de cada vez, jogo a jogo, uma competição de cada vez”.

A importância do jogo vai além das quatro linhas, uma vez que o clube paraense possui uma torcida apaixonada, além de trazer à tona a rivalidade entre Amazonas e Pará, a maior do Norte do País. Pensando nisso, um trabalho psicológico já está sendo feito com os jogadores para aguentarem a pressão dentro e fora de campo.

“Na verdade, nós já começamos a trabalhar esse lado nos jogadores. Nós não vamos criar um Remo como time imbaível, porque nós temos condições de jogar de igual para igual. Claro que podemos encontrar problemas dentro de campo e já falamos com os jogadores sobre possíveis problemas com a arbitragem, principalmente no jogo da volta, em Belém. Mas ninguém é maior do que ninguém e quando a bola rolar, nós vamos trabalhar pra sermos superiores no campo de jogo e temos condições para isso”, disse Zé Marco.

Jogos do Princesa

Se no dia 9 de março, o Princesa enfrenta o Remo pela Copa Verde, no dia 11 é a vez de pegar o Fast, pela quarta rodada do Campeonato Amazonense. No dia 14, o Tubarão joga contra o Rio Negro. Já no dia 18, o Princesa estreia contra o Figueirense pela Copa do Brasil, no Estádio da Colina. Dia 22, encara o jogo da volta contra o Remo, fora de casa, e no dia 25 joga contra o Penarol, em partida válida pela terceira rodada do Campeonato Amazonense, que foi adiada devido à Copa Verde.

Publicidade
Publicidade