Publicidade
Esportes
'Arma secreta'

Tubarão de Manacapuru quer usar o horário de 15h30 como fator que favoreça a equipe

Tubarão de Manacapuru solicitou da CBF que o primeiro jogo da Copa do Brasil fosse marcado para as15h30 no estádio Gilbertão 30/03/2016 às 09:00 - Atualizado em 30/03/2016 às 09:40
Show gilbertao
Gilbertão vai receber o primeiro duelo contra a Chapecoense (Foto: Gilson Melo/Free lancer)
Anderson Silva Manaus (AM)

O Princesa vai contar com uma “ajuda extra” na primeira partida da Copa do Brasil contra a Chapecoense, na próxima quarta-feira (6), no estádio Gilberto Mestrinho, em Manacapuru (distante a 80 quilômetros de Manaus).

 A equipe da Terra da Ciranda terá a seu favor o calor. A partida foi confirmada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para as 15h30 (Manaus). A escolha do horário, a pedido do clube amazonense, é justificada para atrapalhar o rival que vem do Sul do País.

“A idéia é desgastar o adversário, mas pra isso teremos que estar organizado dentro de campo para exigirmos que o adversário corra atrás da bola”, explicou o técnico do Tubarão, Zé Marco.

A estratégia adotada requer cautela e vem sendo bastante  conversada com os jogadores. “Não adianta um horário desses se a gente não agredir o adversário. A equipe que não estiver com a bola vai se desgastar, você estando com a bola tem a possibilidade de ditar o ritmo de jogo”, analisou.

Para a “ajuda” não se tornar um fator complicado para a própria equipe, Zé Marco já treina a equipe no horário da partida. “Esperamos que seja um ponto a nosso favor, assim como não estamos adaptado ao frio”.

Publicidade
Publicidade