Publicidade
Esportes
ELIMINADO

Princesa volta a perder para o Interporto-TO e dá adeus à disputa da Copa Verde

Jogando em Manacapuru, Princesa do Solimões não conseguiu reverter a vantagem obtida pelo time tocantinense no primeiro jogo e ainda levou dois gols no final da partida 24/01/2018 às 22:16 - Atualizado em 25/01/2018 às 08:57
Show whatsapp image 2018 01 24 at 21.02.49
Foto: Gilson Mello
Camila Leonel Manacapuru (AM)

O estádio Gilberto Mestrinho, em Manacapuru (a 84 quilômetros de Manaus), estava pronto para receber uma festa, mas quem comemorou foi o Interporto-TO que venceu o Princesa do Solimões por 2 a 0, com gols de Afonso aos 40 e 48 minutos do segundo tempo. O resultado elimina a equipe comandada pelo técnico Alberone Souza na fase preliminar da Copa Verde.

No jogo de ida, em Tocantins, o Interporto venceu o Princesa por 3 a 2. Ítalo, Iury e Paganelli fizeram para os donos da casa, Fininho Manacá e Cleber descontaram para o Princesa.

Na próxima fase, o Interporto enfrenta o Paysandu pelas oitavas de final da Copa Verde. O primeiro jogo será em Tocantins no dia 8 de fevereiro e a partida de volta acontece no dia 14 ou 22.

A partida

O jogo era no Gilbertão, mas parecia que quem estava em casa era o Interporto. O time de Tocantins começou dominando a partida e chegando em velocidade na área do Princesa. Primeiro foi Polegar que chutou na entrada da área e a bola passou ao lado de Darlan. Pouco tempo depois, Ildemar livre na entrada da área recebeu e chutou rasteiro para a defesa de Darlan.

O mais perto que o Princesa chegou da área do adversário foi quando Kevin conduziu a bola pela ponta direita e chutou cruzado, mas a bola passou longe da meta, ou quando Cleber cobrou falta e o goleiro Carlão defendeu. O motivo para as poucas chances era a desorganização do time que não conseguia trocar passes. A cada dois passes ou acontecia o erro ou um marcador do Interporto tirava a bola. 

Se a organização não era um dos fortes do Princesa, do lado do Tigre os jogadores ficavam todos postados no campo de defesa esperando o erro do Tubarão e atacava com rapidez e contava com os erros do Princesa. Em um bote errado da defesa, Ildemar chutou e a bola passou perto do gol, Milhano fez o mesmo e.viu mais uma chance passar ao lado da meta de Darlan.


 

Mas se a zaga errou bastante durante o jogo, ela também salvou a cabeçada de Roni, que, aos 32 minutos, viu Darlan adiantado e cabeçeou, mas a zaga tirou. Depois foi a vez de Judá desviar uma bola chutada por Roni após driblar Alberto em jogada pelo meio.

Na segunda etapa, o Princesa voltou pressionando utilizando um dos seus trunfos: a bola parada, mas tanto a cobrança de Kelvin aos dois minutos quanto a de Cleber aos cinco foram defendidas por Carlão.

A primeira chance do Interporto veio aos cinco após cobrança de falta de Pasa, Alisson na marca do pênalti cabeçeou e Darlan tirou com a ponta dos dedos. Aos 15 a falta de Roni passou do lado direito de Darlan. Aos 21, o lateral esquerdo ítalo avançou pela ponta e chegou próximo à linha de fundo. Ele chutou cruzado e Cristiano Natal desviou para escanteio.

Parecia que a partida iria se encaminhar para um empate sem gols, mas aos 40 Afonso recebeu na direita encarou a marcação de João Pedro e finalizou. A bola explodiu no zagueiro, mas sobrou para o camisa 7 que no canto direito finalizou colocado e não deu chances para Darlan.

Aos 49, Cristiano Natal perdeu uma bola no campo de defesa, Afonso passou pelo marcação e chegou próximo à área, chutou fraco, Darlan não acreditou no chute e viu a bola morrer no fundo da rede. Fim do sonho do Princesa de avançar na Copa Verde.

Publicidade
Publicidade