Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
JOIAS BRASILEIRAS

Prodígios no esporte: pequenos amazonenses sonham com carreiras brilhantes

Rodrigo Paiva, 5, é apaixonado pela ‘arte suave’ e tem garra de gente grande. Já o pequeno Guilherme Abtibol, 8, respira futebol 24 horas por dia



crian_as.JPG Rodrigo (à dir) se garante na hora de rolar com os meninos da mesma idade e até mais velhos sempre focado no objetivo de ser campeão amazonense (Foto: Antônio Lima)
16/07/2017 às 14:48

Ele é pequeno, mas tem um talento gigante para o jiu-jitsu. Isso é o que todos dizem sobre Rodrigo Paiva, de cinco anos. É que o mini lutador iniciou este ano no esporte, mas já se destaca, até contra os mais experientes. “O Rodrigo vem se revelando um campeão. Venceu campeonatos, mesmo sendo mais novo do que os adversários”, afirma o sensei Júlio Aracati, da Academia Athletica Saúde. “Eu gosto de luta e está sendo legal treinar. Gosto de rolar, de fazer as posições, já aprendi várias”, disse o pequeno-grande lutador.

Ao ser questionado se fica nervoso antes de uma luta, Rodrigo afirma com naturalidade: “Não”. E sua autoconfiança é justificável. Segundo Fabrício Trajano, que treina no mesmo local que Rodrigo, o rapazinho é diferenciado. “Ele pode lutar com crianças mais velhas e mesmo assim rende bem porque faz posições que nem adultos sabem fazer, às vezes; é muito focado”.

O sensei de Rodrigo confirma essa qualidade no lutador. “Foi isso que fez ele se destacar, aprender as posições através do foco. Certo dia, não tinha ninguém para fazer as posições com ele, então ele fez comigo, e esse é o diferencial dele em relação à maioria das crianças, o Rodrigo observa, vai lá e faz”.

Rodrigo tem um objetivo. “Quero ser campeão amazonense e quero lutar todos os campeonatos”, afirma.

Louco por luta

A família do pequeno logo percebeu a paixão dele por lutas. “Os pais dele me mandaram um vídeo do Rodrigo socando em casa, e também soube que ele tira e coloca o quimono várias vezes por dia até a hora do treino”, revela Júlio, admirado.

Júlio se lembra  de quando Rodrigo ia fazer uma movimentação com um colega maior, e o fazia chorar. “Eu falava: ‘vai devagar’. Mas Rodrigo foi rápido dos treinos às competições. “Ele lutou no Campeonato Amazonense, na categoria até sete anos. Não foi campeão, mas venceu três das quatro lutas, lutou demais! Foi a primeira vez que vi uma criança tão pequena lutar muitas vezes”, revela Júlio.

O que Rodrigo faz nos torneios é o resultado do que realiza nos treinos, segundo seu professor. “Sempre o coloquei para lutar com meninos mais velhos, mas gosto que quando chega no limite, ele diz: ‘Não dá, professor’. Mas Rodrigo vem mostrando que tudo é possível. Ele venceu o Campeonato Amazonense e o Circuito Red Lions e, no Amazon Cup, não obteve o mesmo êxito. Ao enfrentar um garoto mais experiente, foi travado por uma entrada de triângulo. “Muito a aprender, você ainda tem, jovem Rodrigo”, diria Mestre Yoda.

Pé de anjo

Guilherme Abtibol, 8, é ‘uma joia do futebol’, como define seu pai, Roberto. Mas não é ‘corujice’. O garoto vem brilhando como diamante; tanto que Guilherme acaba de voltar do Rio de janeiro, após uma semana de avaliações para a categoria sub-11, no Flamengo.

A oportunidade para realizar os testes surgiu após Guilherme se destacar em campeonatos realizados no Clube do Sesi, para revelar talentos. “Foi a primeira vez que ele viajou para um teste. Acredito nele porque acompanho”, disse Roberto.

Mas Guilherme já esteve sob holofotes, na cidade maravilhosa. Ano passado, ele disputou um festival sub-9 no Rio, pelos Guerreirinhos, de Manaus, e brilhou. “Ele tinha sete anos, e foi craque revelação e vice-artilheiro, com seis gols em dois jogos”, afirma o pai.

Roberto disse que seu filho começou a jogar futebol ainda na barriga da mãe. “Não a deixava dormir com os chutes e, aos dois anos, ganhou uma bola; daí surgiu esse amor e gana incansável pelo esporte”, afirma.

O garoto vive o futebol. “Em casa essa é a brincadeira, só falta derrubar tudo (risos); a diversão dele também é assistir a jogos para comentar quando chego do trabalho”, afirma Roberto.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.