Publicidade
Esportes
Craque

Projeto de tombamento da sede do Rio Negro aguarda sanção do prefeito Artur Neto

Iniciativa do vereador Professor Samuel (PPS) foi aprovada nesta quarta (6) pela Câmara Municipal de Manaus 07/11/2013 às 10:28
Show 1
Prefeito Artur Neto deve aprovar, em caráter de urgência, projeto de tombamento
Augusto Costa Manaus, AM

Foi aprovado por unanimidade na manhã de ontem, na Câmara Municipal de Manaus (CMM), o Projeto de Lei nº 459/2013, de autoria do vereador Professor Samuel (PPS), que dispõe sobre o tombamento da sede do Atlético Rio Negro Clube. Agora, o projeto vai à sanção do prefeito Artur Neto (PSDB), que é rionegrino e deve aprovar a medida que garante a integridade arquitetônica da sede tanto na fachada como na parte interna do prédio.

O imóvel não poderá ser modificado, ainda que vá a leilão, o que estaria prevista para esta sexta-feira. Para o vereador Samuel, ele fez sua parte apresentando o projeto de lei que tramitou em regime de urgência e, agora, o tombamento da sede do Galo da Praça da Saudades está nas mãos do prefeito.

“Graças a Deus e a todos os vereadores aprovamos o projeto, que foi apresentado na segunda-feira e passou por duas comissões e agora está aprovado por unanimidade. Agora depende da sanção do prefeito Artur Neto, que como rionegrino e comprometido com a cidade de Manaus, vai preservar esse patrimônio histórico”, afirmou o vereador entusiasmado pela conquista.

O parlamentar explicou que a medida não vai resolver os problemas das dívidas do clube, avaliadas em mais de R$ 3,4 milhões, mas vai garantir a preservação do prédio histórico. “Isso não vai acabar com as dívidas do Rio Negro, mas vai garantir a sua integridade arquitetônica desse patrimônio histórico da cidade de Manaus. Amanhã (hoje) devo me encontrar com o prefeito Artur Neto para agilizar a sanção desta lei. Mas mesmo que ela seja aprovada depois do leilão de amanhã se por ventura alguém adquirir o prédio vai ter que manter do jeito que está”, garantiu.

Sem virar casaca
Apesar de ser torcedor declarado do Nacional, o vereador Professor Samuel disse que acima de tudo é um parlamentar eleito pelo povo e com a responsabilidade de proteger os patrimônios históricos de Manaus.

“Já tinha declarado que sou nacionalino, mas acima da minha preferência esportiva está o meu papel de vereador e defensor da cidade de Manaus e os seus patrimônios históricos”, disse Samuel.

Até o fechamento desta edição a reportagem do CRAQUE tentou entrar em contato com o prefeito Artur Neto e com a secretaria Municipal de Comunicação, para comentar o caso, mas não obtivemos resposta.

Publicidade
Publicidade