Publicidade
Esportes
Craque

Projeto Samurai: 10º Open de Caratê em Manaus

As inscrições vão até o dia 10 de outubro no valor de R$ 30. O Open deve reunir aproximadamente 200 atletas, sendo 120 do projeto desenvolvido no Centro de Convivência da Família Teonísia Lobo 08/10/2013 às 19:07
Show 1
O evento terá apresentação de kata, khion, competição e outras atividades
acritica.com Manaus (AM)

O Centro de Convivência da Família (CCF) Teonísia Lobo, localizado na avenida Penetração, Mutirão, Zona Norte de Manaus, vai respirar esporte na próxima sexta-feira (11) e sábado (12) com a realização do 10º Open Karatê do Projeto Samurai.

O evento será disputado nos naipes masculino e feminino, individual e por equipe, nas categorias: Mirim A (5 e 6 anos), Mirim B (7 e 8 anos), Mirim C (9 e 10 anos), Infantil (11 e 12 anos), Infanto-Juvenil (13 e 14 anos), Juvenil (15 a 17 anos), Adulto Sênior (18 a 35 anos), Adulto Master (a partir de 36 anos) e Absoluto. As crianças receberão medalhas e a organização do evento disponibilizará um prêmio de R$ 200 e mais troféu para o campeão do Absoluto.

Programação 

Na sexta-feira (11), a abertura será às 19h, com apresentação de kata e khion (fundamento do caratê, soco e chute) com o tema “Benção Pai e Benção Mãe”, danças (hip hop) e distribuição de brinquedos. Um carateca autista fará a apresentação do Dojokun em japonês com tradução de uma aluna carateca.  

No sábado, a partir das 9h, acontecem todas as competições. “O evento serve como seletiva para o Campeonato Amazonense no dia 26. Então fazemos treinos intensivos as segundas e quartas de manhã  e as terças e quintas à noite”, declarou Lucivan, ao acrescentar que o amazonense recebe a chancela da Federação Amazonense de Karatê Interestilos.

Caratê social

 O professor Lucivan Araújo ensina aos alunos um modo diferente de caratê, intitulado caratê social. “Caratê não se aprende só no socar e chutar, mas a parte social também. Disciplina e respeito é indispensável ao aluno, por isso a importância do nosso tema: Benção Pai e Mãe. Também ensinamos a parte espiritual”, acrescentou Araújo.


Publicidade
Publicidade