Domingo, 19 de Maio de 2019
Craque

Prova de amor: veterano triatleta compete em Manaus na companhia do filho deficiente

José Rosa das Neves nadou, pedalou e correu toda a etapa manauara do Circuito Sesc Trathlon com o filho, que tem uma grave doença que lhe tirou os movimentos. Debaixo do forte sol e de muitos aplausos pai e filho completaram a dura prova em Manaus   



1.jpg
José e Elkier são um só na disputa do Circuito Secs Triathlon de Manaus.
13/07/2015 às 14:26

CONFIRA GALERIA DE FOTOS DE PAI E FILHO NA DISPUTA DO SESC TRIATHLON

Momento marcante na quarta etapa do Circuito Nacional Sesc Triathlon ficou por conta da participação do triatleta José Rosa das Neves. Aos 47  anos, o praticante de triatlo prova que não há limites para um pai demonstrar amor por seus  filhos.

José Rosa competiu em Manaus tendo o filho deficiente como companheiro de prova. Elkier das Neves tem 22 anos e por conta de  grave doença congênita na coluna vertebral depende totalmente dos cuidados do pai para viver.

Diagnosticado ainda no útero da mãe, o pai foi contra o aborto e lutou para que Elikier viesse ao mundo. “Ele tem mielomeningocele. Nasceu assim. Mas isso não o impede de me acompanhar nas provas. Ele sabe de tudo que está acontecendo e gosta de me acompanhar nas provas”, explicou José Rosa, logo após cruzar a faixa final da difícil prova de Manaus.

“Todo o pai tem de dar atenção pro filho. Tem cara que só porque paga pensão pro filho acha que é pai? Tem de dar amor ao filho. Não adianta ser pai se você não tem uma hora pra dar atenção pra criança”, explicou o pai herói.

Pai e filho percorreram o mesmo trajeto da distância Sprint, correspondente a 750m de natação, 20Km de ciclismo e 5Km de corrida. Na largada, no rio Negro, Eiker acompanhou o pai sendo puxado em um bote inflável. Na sequência da prova, José carregou o filho no colo até a área de transição, onde pai e filho terminaram o percurso na bike e depois na corrida, ambos em equipamentos adaptados para a dupla.

 “Por mim eu já teria parado. Eu faço competição desde os 24 anos. Mas ele é meu combustível, faço por ele. Quando ultrapassamos alguém na prova, ele vibra... adora tudo isso”, falou emocionado o pai, que ainda tem outro triatleta na família, Luis Iran ficou em terceiro na categoria dele e foi ao pódio com o irmão nos braços. Pura emoção e prova de amor em família.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.