Sexta-feira, 24 de Maio de 2019
ROLO COMPRESSOR

Quase eliminado das semis do Barezão, Fast já pensa na decisão do campeonato estadual

Enquanto a categoria Profissional passa por momento delicado no Amazonense de Futebol, a garotada sub-20 se prepara para duelo da 2ª fase da Copa do Brasil



Fast_sub_20_CEC4A517-7E50-4620-8168-8CFC53B54678.jpg
Treino da equipe sub-20 do Fast Clube (Foto: Junio Matos)
26/03/2019 às 11:16

O Fast Clube apresenta grande queda de rendimento no 2º turno do Barezão 2019. Sem vencer no returno, o time comandado por Vladimir de Jesus vive momento delicado na competição, apesar de ter conquistado o título do 1º turno.

O treinador do Tricolor de Aço comentou alguns pontos sobre a campanha irregular da equipe no returno da competição e apontou que pode “pedir socorro” aos garotos da base do clube. “Se tiver faltando peças no grupo, vai continuar assim, até porque não podemos mais contratar. A  não ser que a gente pegue no sub-20. Nós precisamos ter uma mudança de estratégia em função dos próximos três adversários que a gente vai pegar na competição”, explicou..

O diretor de futebol do Fast, Caio Veiga afirmou que o momento da equipe é dificil, mas o trabalho do técnico do Tricolor segue bem avaliado pela cúpula do clube. “O trabalho do Vladimir segue bem avaliado apesar dos últimos resultados, mas não pode ser considerado uma ‘ducha de água fria’. É o futebol, nós tivemos jogos que criamos oportunidades, não conseguimos colocar a bola pra dentro, mas ele segue com o trabalho bem visto”, afirmou o dirigente.

A maldição do returno

No Campeonato Estadual do ano passado, o Fast Clube fez grande campanha no 1º turno e levou o título, porém no returno não teve o mesmo rendimento, terminando a fase de grupos na sexta colocação sem conseguir se classificar às semifinais, e também foi derrotado para o Manaus FC na grande final do Estadual.

Nesta edição do Barezão, a  história se repete dentro de campo para o Tricolor de Aço. A equipe fastiana venceu o primeiro turno, mas com o segundo turno em andamento, o Rolo Compressor segue ameaçado de não conseguir a classificação, pois a equipe amarga a última colocação na fase de grupos, acumulando apenas dois pontos, com dois empates e duas derrotas nos quatro jogos disputados no returno.

Garotada sub-20

Enquanto os profissionais do Fast não vivem boa fase no Barezão. A ‘molecada’ do Rolo Compressor segue “rindo à toa” na preparação para o confronto da segunda fase da Copa do Brasil da categoria sub-20, diante do América MG, na sexta-feira(29), às 20h, no estádio Ismael Benigno, a Colina.

O técnico da equipe Darlan Borges afirmou a dificuldade para o duelo, mas chamou a responsabilidade para conseguir fazer bom resultado em Manaus. “Estamos fazendo muito a parte tática, a parte física, o posicionamento, e são coisas que deram certo no primeiro jogo. Nós vamos tentar melhorar mais ainda, já que o adversário é bastante difícil, mas sabemos da nossa responsabilidade, e vamos mais uma vez tentar surpreender, usar o fator casa e torcida  pra gente conseguir um bom resultado”, ressaltou o treinador da base. 

O atacante do Fast Sub-20, Caio John também mostra confiança e busca compartilhar a sua experiência em competições nacionais de base com os colegas.
“A gente sabe que é um advsário difícil, mas nosso time é muito bom também, muito bem treinado e vamos fazer uma bela partida. E o que eu falo pros colegas é que eles façam um jogo tranaquilo, façam o jogo deles e botar vontade, e se Deus quiser nós vamos ganhar”, disse o jovem atacante  do Fast.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.