Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Craque

Quem subiu e quem desceu? Fast, Princesa e Penarol melhoraram, e o Nacional caiu de produção

Durante returno das quatro equipes classificadas para semifinais do Barezão, apenas o Nacional não conseguiu manter o nível de aproveitamento em relação ao 1º turno


26/05/2015 às 09:21

O Nacional terminou a primeira fase do Campeonato Amazonense em primeiro lugar na tabela. Com 48 pontos, a “Maquinaça” manteve-se na liderança durante as 18 rodadas, 15 delas esteve invicta. Mas, apesar da liderança isolada com oito pontos de diferença em relação ao Fast, segundo colocado, o Leão da Vila Municipal não conseguiu manter o rendimento 100% do primeiro turno no returno. O dono da melhor campanha do returno é o Fast. O Tricolor  conseguiu 88% de aproveitamento contra 77% do Naça na segunda fase. E foi o Fast um dos dois times que conseguiu frear a “Maquinaça”.

No returno o Fast obteve oito vitórias e apenas uma derrota- contra o Princesa. O time terminou a 18° rodada na segunda colocação geral, isso representa um crescimento em relação aos 59% de aproveitamento no primeiro turno, quando o Rolo Compressor teve cinco vitórias, um empate e três derrotas.  O setor ofensivo e defensivo também melhorou. No returno, o Fast marcou 28 gols contra 25 marcado no primeiro.Foram 10 gols sofridos no primeiro turno e apenas quatro sofridos no returno.

O técnico João Carlos Cavalo atribui ao equilíbrio entra ataque e defesa como o principal responsável pelo crescimento de produção da equipe. “Eu acho que encontramos o equilíbrio entre defesa e ataque. Outro ponto principal é a evolução no contexto físico e tático... estamos crescendo no momento principal da competição. Tivemos a convicção de adaptarmos um sistema de jogo e fomos trabalhando e colocando para os atletas que a ideia de jogo precisava ser comprada por eles e eles acreditaram. O grupo é forte e unido”, explicou.

publicidade

Crescimento

Princesa do Solimões e Penarol, outros dois clubes que completam o G-4, também cresceram de produção no returno.

 O time de Manacapuru encerrou a primeira fase da competição em segundo lugar com 63% de aproveitamento. Foram cinco vitórias, dois empates e duas derrotas. Na segunda fase o aproveitamento do Tubarão melhorou. Foram seis vitórias dois empates e apenas uma derrota, o que fez o time  obter, 70% de aproveitamento na fase. 

O Penarol, que se classificou em quarto lugar, precisou crescer e muito no returno, já que ao fim da primeira fase terminou fora do G-4, atrás do São Raimundo.   Com seis vitórias, um empate e duas derrotas, o Leão da Velha Serpa obteve 70.3% de aproveitamento contra 51% do primeiro turno. O resultado? Vaga garantida na semifinal do Campeonato Amazonense.

publicidade
publicidade
Amazonas está há dois dias sem registrar casos de gripe H1N1
Preço da gasolina cai em Manaus após instalação da CPI dos Combustíveis
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.