Publicidade
Esportes
Craque

Quer saber como o seu time está se preparando para o Campeonato Amazonense?

O CRAQUE responde a essa e outras perguntas nesta reportagem. Veja quem saiu na frente dos rivais, quem vai gastar mais e quais serão os destaques desta temporada que promete 11/01/2015 às 20:46
Show 1
Sinomar Naves vai tentar conquistar o bicampeonato
Denir Simplício Manaus

Nacional
O Leão da Vila Municipal vem mais faminto do que nunca para a temporada 2015. Com quatro competições no calendário: Campeonato Amazonense, Copa Verde, Copa do Brasil e Brasileirão da Série D, o Nacional fez uma verdadeira revolução em seu departamento de futebol e promete erguer o bicampeonato. O Naça entregou a coordenação do futebol do clube nas mãos do competente e “explosivo” Aderbal Lana. Além de confirmar o técnico campeão da última temporada, Sinomar Naves, no comando da equipe.

Com organização e profissionalismo como bandeira para a temporada, o Naça foi a primeira equipe a se apresentar para a pré-temporada. Com 24 atletas no elenco e uma folha salarial de R$ 300 mil, o Leão é a equipe que mais investiu no futebol no Estado. Treinando desde a metade de dezembro, o grupo conta com a melhor estrutura entre as dez equipes que disputarão o Estadual.

Um dos destaques do Naça para 2015 é o centroavante Leonardo – o Índio Negro. O atacante irá disputar sua quarta temporada com a camisa do Nacional e é um dos maiores ídolos da torcida. Considerado como um dos hérois do último título, o jogador promete ajudar o Leão a rugir mais alto no fim do campeonato.

Iranduba
O Esporte Clube Iranduba da Amazônia é a agremiação mais atrasada na montagem de seu elenco para a disputa do Barezão 2015. Depois de confirmar - ainda no início de dezembro - o nome do goiano Frederico Braz para comandar o time no Amazonense deste ano, o Verdão simplesmente não deu mais notícias sobre o futebol do clube. O novo elenco do “Hulk” irandubense deverá ser apresentando oficialmente no final de janeiro.

A aposta da diretoria do Verdão recai sobre o treinador de 37 anos, que estagiou no Paris Saint Germain, na França, além de treinar as equipes de base do Corinthians e do Goiás. “Devemos trabalhar com 29 atletas. O time ainda está em fase de formação e dentro de 15 dias começaremos os treinamentos”, explicou Braz adiantando que deverá utilizar alguns atletas que disputaram o Barezão de 2014.  O clube da região metropolitana de Manaus aguarda a grana do Estado, além de tentar parcerias para fechar o grupo que deverá ser composto por atletas locais. Será apenas a quarta vez que o Iranduba disputará o Barezão. O Verdão foi campeão da Série B em 2011 e desde então sua melhor colocação na Série A foi o quarto lugar em 2012.



Fast Clube
Sai pra lá jejum! O torcedor do Rolo Compressor deve estar cansado de ouvir que o time está na fila há mais 40 anos. Depois de amargar cinco vice-campeonatos nas últimas dez edições do Campeonato Amazonense, o Fast Club quer deixar a sina de lado e conquistar o título que não vem desde 1971. Para isso o Tricolor de Aço quer deixar de “bater na trave” e ser o primeiro clube amazonense a comemorar o Barezão na Arena da Amazônia.

Para transformar o sonho fastiano em realidade, a diretoria do Fast resolveu inovar, contratou o ex-zagueiro Ney Júnior para comandar o time no Estadual deste ano. O ex-defensor, que até 2012 atuava nos gramados, terá a missão de levar a equipe do Rolo Compressor ao lugar mais do pódio em 2015 e tirar o time do jejum que perdura por 43 anos. Com orçamento menor que o de 2014, o Clube Cintado deve gastar cerca de R$ 95 mil mensalmente com o departamento de futebol. Os destaques do Tricolor do Boulevard são remanescentes de 2014: os meias Rosembrick e Dinamite. O zagueiro campeão mundial pelo Inter-RS, Ediglê, é a grande novidade no clube. No ataque as opções ficam por conta do artilheiro da Série B, Charles Chenko e do novato Roma. Michel Parintins (foto) promete organizar o meio campo.

Nacional Borbense
O Naça Borbense promete ser tão surpreendente quanto foi contra o xará da capital na estreia do último Barezão. Na ocasião, o Camaleão bateu o Leão da Vila Municipal por 3 a 2 logo na primeira rodada da competição. O clube do interior do Estado surpreendeu muito clube grande e terminou o campeonato  de 2014 na quarta posição na classificação geral do torneio.

A grata surpresa  do ano passado pretende se firmar de vez na elite do futebol Baré e para isso iniciou os trabalhos de pré-temporada antes do final de 2014. Com orçamento estipulado em R$ 67 mil mensais, o Borbense fechou a contratação de 23 jogadores em seu elenco. A apresentação oficial da equipe está marcada para ocorrer no dia 20 de janeiro, em um hotel no Centro   da capital.

O comando técnico do Camaleão Borbense ficará a cargo de Robson Sá, que também é proprietário do clube. Com maioria predominante de atletas locais, como Pedrinho e Ronaldo (ambos de Borba),  as apostas do clube do interior do Amazonas ficam por conta dos atacantes Murilo e Jailton Capela, importados  de São Paulo.



São Raimundo
O Tufão da Colina tenta retornar aos áureos tempos de glórias e para isso trouxe de volta o treinador Eduardo Clara, que esteve no comando do “Mundico” em 2013. Com o elenco ainda reduzido por conta de questões contratuais, o clube colinense iniciou a pré-temporada na última quarta. Os 14 jogadores da equipe treinaram na praia da Ponta Negra visando o aprimoramento físico. Com uma folha de pagamento que gira em torno dos R$ 70 mil mensais, o Alviceleste deve anunciar em breve uma parceria guardada a “sete chaves” com um clube do Sul do País. O novo parceiro deve ceder alguns atletas para compor o elenco que deverá contar com 28 atletas. O São Raimundo tem ao seu favor no  Barezão 2015, além do apoio de sua apaixonada torcida, o retorno da Colina. O fator casa deve pesar para os lados do Tufão, que  não ergue a taça do Amazonense desde 2006.

E para conquistar o título, o São Raimundo aposta numa dupla de ataque que mescla a experiência do atacante Marinho, de 35 anos, com a vontade de Mauricélio Holanda, vulgo Mata-Boi, de 24 anos. A estreia do novo  Tufão está marcada para ocorrer do dia 21 de fevereiro, no estádio Jabortão, em Borba, diante do Naça Borbense.

Manaus F.C
Caçula entre todos os dez clube que disputarão o Barezão, o Manaus FC fará sua segunda participação no Campeonato Amazonense. Fundado a menos de dois anos, o Gavião do Norte será o clube da capital que mais investirá na base na temporada. São pelo menos oito jogadores - no elenco de 31 atletas - que foram formados nas categorias inferiores do clube da capital do Estado.

O Verdão terminou o último Barezão na sexta colocação chegando a disputar a semifinal do segundo turno do Amazonense, quando foi eliminado pelo poderoso Nacional. Do elenco que fez história com a camisa alviverde de Manaus, pelo menos sete foram mantidos na equipe. O destaque da equipe vai para o jovem atacante Purá, artilheiro do Estadual juvenil, com 24 gols.

A garotada do Gavião do Norte estará sob o comando do treinador Paulão, que também é responsável pelas divisões de base do clube. O ex-zagueiro trabalha no aproveitamento dos jovens atletas no time de cima. A apresentação oficial do novo elenco está marcada para ocorrer amanhã e o clube deve gastar cerca de R$ 60 mil mensais com o futebol nesta temporada.

Princesa do Solimões
O Tubarão retorna sedento por títulos e a primeira vítima a ser atacada será a taça do Barezão 2015. Depois do primeiro título em 2013 e do vice no ano passado, o Princesa do Solimões quer se manter como um dos grandes do futebol do Norte do País. Com esse pensamento a diretoria do clube fez a apresentação do elenco na última segunda-feira visando também as disputas da Copa Verde e da Copa do Brasil.

No comando do time está o técnico Zé Marco, tido como uma revelação como treinador, o ex-volante, que teve passagens como jogador por Rio Negro, Nacional e Fast Club, está há apenas um ano na profissão. Mas promete marcar seu nome na história do clube. A diretoria do Princesa pretende gastar no mínimo R$ 100 mil por mês com o futebol em 2015 e conta até com CT novinho à disposição. Com elenco formado por 23 atletas, os destaques do time que estreia no Barezão dia 25 de fevereiro, contra o Operário, são os meias Léo Paraíba, que fez boa campanha com o Nacional no ano passado, ajudando o Leão a levantar o título sobre o Princesa e a jovem promessa Fininho Manacá, que foi essencial na conquista da Segundinha 2014 com o Sapão. Os atacantes Nando, Marinelson e Edinho Canutama seguem no elenco.




Rio Negro
Depois de amargar a queda no ano do seu centenário o Rio Negro promete um retorno triunfante à elite do futebol amazonense. O Galo  conseguiu o acesso à Primeira Divisão após ficar com o vice  da Série B. O problema é que o time que disputou a “Segundinha Baré” se desfez e o clube Barriga Preta teve de montar um novo elenco.

A apresentação oficial da nova equipe do Rio Negro aconteceu ontem, no tradicional Salão dos Espelhos. O time, que tentará conquistar o Barezão depois de 14 anos de jejum, será comandado por  Sérgio Duarte (foto). Entre os atletas à disposição do técnico está o filho dele, o volante Serginho. As apostas do Galo para a disputa do Estadual recaem sobre a dupla de atacantes Bruno, destaque no juvenil do clube no ano passado, com 20 gols, e Ronan.

Com o orçamento mais modesto entre todos os participantes do Barezão 2015 - o Rio Negro pretende gastar R$ 30 mil mensais -, o time encara logo na primeira rodada o maior clássico da história do futebol amazonense, o Rio-Nal. O jogo será na Arena da Amazônia, palco da final do campeonato, no dia 25 de fevereiro. Que seja o jogo que marque o retorno dos bons tempos do futebol baré. Amém.




Penarol
O Leão da Velha Serpa tentará erguer a taça do Amazonense depois do bicampeonato de 2010/2011 com a ajuda do campeão do Barezão de 2013. O grande trunfo da diretoria do Penarol estará no banco de reservas. Marquinhos Piter (foto) comandará o clube de Itacoatiara depois de fazer ótimas campanhas com o Princesa do Solimões. O título no Estadual de 2013 e o vice no ano passado à frente do Tubarão credenciam o trabalho o jovem treinador.

Com investimentos que giram em torno de R$ 145 mil por mês, o time da cidade da Pedra Pintada vai contar com o apoio do torcedor penarolense que transforma o estádio Floro de Mendonça em um verdadeiro “caldeirão”. A diretoria do Penarol divulgou o nome de apenas oito jogadores e a apresentação oficial da nova equipe completa deve ocorrer no dia 19 de janeiro.

Entre os nomes já divulgados pela presidente Patrícia Serudo consta o de uma fera: Júnior Neymar, artilheiro da Série B, com o modesto Tarumã, e chegou a ser anunciado em outro Leão, o da Vila Municipal. No entanto, o Leão da Velha Serpa seduziu a jovem promessa para a “Savana Itacoatiarense”.

Operário
Assim como o Rio Negro, o Operário tenta à duras penas montar a equipe para a disputa do Campeonato Amazonense de 2015. O título da Série B, que lhe deu o acesso à elite do futebol Baré, força a equipe do bairro da Terra Preta, em Manacapuru, a se reforçar ainda mais para não retornar a segunda divisão local. O comando do time está nas mãos do treinador Carlos Tozzi, que já levantou a taça do Estadual em 2007, com o Nacional. No entanto, dirigindo o Sapão, o treinador nascido em São João do Meriti, no Rio de Janeiro, acabou caindo para a Série B.

O presidente do clube, Beto Ferreira, tenta recursos com a prefeitura de Manacapuru e espera a verba do Estado para a finalizar a contratação de maior parte do elenco. Dos nomes já confirmados pela diretoria do Sapão  estão os jogadores que se sagraram campeões da Segundinha Baré sobre o Rio Negro. Um dos ícones do futebol local que deixou o clube ao final da temporada foi Cleyton He-Man, que assinou esta semana com o Imperatriz-MA. Outro destaque que fará falta ao Operário em 2015 será Charles Chenko, o artilheiro do clube assinou com o Fast. Seguem no clube: Neto Cabeção, Hailton, Clemilton, Nilsão Imperador, Pica-pau, Fabrício e Haylan.     

Publicidade
Publicidade