Publicidade
Esportes
Craque

Quinteto afastado: após polêmica de festa, diretoria do Flamengo afasta 'fanfarrões'

Cinco jogadores rubro-negros participaram de uma festa regada à bebidas e mulheres na noite de terça-feira (27). O fato causou mal estar no clube e a diretoria aplicou multa e "gancho" aos envolvidos na "farra" fora de hora 28/10/2015 às 21:26
Show 1
"Festinha" de jogadores do Flamengo pode acabar mal para os envolvidos.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

A diretoria do Flamengo decidiu punir com rigor os cinco jogadores envolvidos em uma polêmica festa na noite da última terça-feira. Ontem, horas depois de a história vir à tona, o CEO do clube, Fred Luz, e o vice-presidente de futebol, Gerson Biscotto, anunciaram o afastamento dos “festeiros” Alan Patrick, Everton, Marcelo Cirino, Pará e Paulinho, que também serão multados.

"Estamos diante de um fato público e notório envolvendo cinco atletas do clube em momento decisivo para o campeonato. O Flamengo convocou os atletas e ouviu suas versões. Foi decidido que serão multados e afastados por tempo indeterminado. A partir de agora, o assunto será tratado internamente”, disse Fred Luz em rápido pronunciamento.

Fanfarrões

Os cinco nomes punidos estiveram em uma animada festa na noite da última terça-feira. Os detalhes ainda são incertos, mas o fato é que o envolvimento destes jogadores no evento em pleno dia de semana e em meio a um momento bastante complicado do Flamengo, revoltou os diretores do clube. Com isso, o clima ficou ainda pior no clube. Não bastassem as três derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro - venceu somente uma das última sete partidas -, a confusão fez com que o treinamento desta quarta pela manhã fosse integralmente fechado à imprensa, algo inédito em 2015.

Objetivamente, o afastamento desses jogadores significará uma baixa significativa na equipe, já que três deles vinham sendo titulares absolutos: Pará, Alan Patrick e Everton. Paulinho ainda era um dos reservas mais acionados, enquanto que Marcelo Cirino está lesionado, mas viveu grandes momentos no início deste ano.

Sobrou pro Oswaldo

No meio do tiroteio envolvendo má fase e indiciplina, o episódio da “festinha rubro-negra” acabou respingando no técnico Oswaldo de Oliveira. A não ser que consiga um ótimo desempenho nas últimas seis rodadas do Brasileirão, o comandante deverá ser mais um a deixar a Gávea no final do ano.

O treinador nunca foi unanimidade no Flamengo e nos bastidores do clube a vontade é pela troca e de preferência por um técnico estrangeiro que reformule totalmente o futebol no clube. Nomes como os dos argentinos Marcelo Bielsa e Alejandro Sabella são ventilados na Gávea. O uruguaio Diego Aguirre é outro que agrada boa parte dos diretores rubro-negros. Porém, o presidente Eduardo Bandeira de Melo banca a permanência de Oswaldo. Até quando, não se sabe.


Publicidade
Publicidade