Domingo, 26 de Janeiro de 2020
meia-atacante

Rádio diz que Thiago Neves fez festa em sua casa após o rebaixamento do Cruzeiro

Pivô da crise que acabou no rebaixamento, jogador deve movimentar o mercado de transferências



jogador_1CB3BA2C-3D8A-4680-B074-EF5028149660.JPG Foto: Reprodução / Internet
09/12/2019 às 12:01

A Rádio 98FM, de Belo Horizonte, divulgou que o meia-atacante Thiago Neves fez uma festa em sua casa, em um condomínio de luxo no bairro de Nova Lima, na capital mineira, até o início da manhã desta segunda-feira (9) – horas depois do rebaixamento do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro. O Yahoo Esportes confirmou a informação em seguida, mas até a publicação desta reportagem o jogador não havia se manifestado.

Camisa 10 do Cruzeiro desde 2017, o jogador foi um dos grandes pivôs da crise no clube durante a temporada e que terminou com o rebaixamento inédito para a Série B no final do domingo, após perder para o Palmeiras por 2 a 0, no Mineirão. Os poucos mais de 27 mil torcedores que foram ver o futebol ao vivo da equipe protagonizaram cenas de violências nas arquibancadas do estádio, que precisou ser evacuado quando o jogo ainda estava nos 40 minutos do segundo tempo.



Ainda segundo o Yahoo Esportes, Thiago Neves organizou festas consecutivas de sexta-feira (6) até a manhã de hoje, segundo relatos de vizinhos. O portal ainda disse que o jogador não estava comemorando o rebaixamento do time que defende há três temporadas.

Thiago Neves estava afastado do elenco desde antes da partida contra o Vasco, pela 36ª rodada do Brasileirão, por ter ido a um show do cantor Thiaguinho na noite anterior (no primeiro domingo do mês). Na ocasião, o atleta precisou ser retirado com a ajuda de seguranças do camarote depois que alguns torcedores ameaçaram agredi-lo. No dia seguinte, o diretor de futebol do Cruzeiro, Zezé Perrella – ex-presidente do clube –, afastou o jogador das partidas em definitivo, mas sem responder como ficaria a situação dele.

"Ele preferiu ficar fazendo festa, comemorando o quê?", questionou Perrella no dia do anúncio do afastamento. "Vou torcer para que ele consiga arrumar um clube, porque vestir a camisa do Cruzeiro, enquanto eu estiver aqui, ele não veste mais", completou.

À época, Thiago Neves respondeu que estava sendo exposto pela diretoria do Cruzeiro e que não responderia às críticas. No final, usou uma frase eternizada pelo ex-atacante Adriano, no período em que jogava no Flamengo: "Que Deus perdoe essas pessoas...".

Aos 34 anos, o jogador certamente vai movimentar o mercado de transferência do final de ano: nas últimas semanas, ele revelou que deseja vestir a camisa do Corinthians, fazendo com que a diretoria do clube paulista precisasse ir a público respondê-lo. Segundo Duílio Monteiro Alves, diretor-adjunto alvinegro, Thiago Neves interessava ao ex-técnico Fábio Carille, mas não está nos planos de Tiago Nunes, que vai assumir a equipe em janeiro.

Antes do rebaixamento, o Fluminense publicou uma nota negando que estivesse negociando com Thiago Neves e com o atacante Fred, que também caiu com o clube mineiro. "Eles possuem contrato com o Cruzeiro e seria desrespeitoso e antiético negociar com ambos às vésperas da última rodada do campeonato, que define o futuro do time mineiro", diz o texto. "Eles também não foram oferecidos", completa.

Em 32 jogos em 2019, Thiago Neves marcou 6 gols, números semelhantes ao do ano passado, quando fez 8 em 34 partidas. Pelo Cruzeiro, ele foi bicampeão da Copa do Brasil (2017 e 2018) e do Campeonato Mineiro (2018 e 2019). Segundo o site especializado Transfermarkt, o atleta está avaliado em €2,5 milhões (R$ 11,4 milhões na cotação atual). Ele tem contrato com o time mineiro até o final de 2020.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.