Segunda-feira, 30 de Novembro de 2020
CAMPEONATO

Recanto goleia Rio Negro por 5 a 1 na abertura do Barezão

Disputando a competição pela primeira vez, Recanto da Criança venceu com autoridade o Galo da Praça da Saudade. Goleadora da partida, Carlinha marcou duas vezes para o Recanto



123306401_10224401921540144_4320870309534875365_o__1__ED56D911-EBB6-4217-A8E2-A948ECF3850C.jpg Foto: Maria Luiza Dácio
30/10/2020 às 21:24

Nesta sexta (30), no estádio Carlos Zamith, Rio Negro e Recanto da Criança fizeram a partida de abertura do Campeonato Amazonense de Futebol Feminino. Com gols de Victoria Cabral, Carlinha (duas vezes), Lu e Irllen, o Recanto venceu o Rio Negro por 5 a 1. Stefane fez o gol de honra do Galo.

Início movimentado

O primeiro gol da partida saiu aos 11 minutos. Rayane serviu Irllen em velocidade e a jogadora só foi parada com falta na grande área, cometida pela zagueira Nayara. Pênalti, que a capitã do Recanto, a volante Victoria Cabral, converteu.

Aos 19, Nilda avançou pela direita e tocou para Deise. A camisa 11 tocou para Carlinha, que livre, avançou até a grande área e chutou no canto direito da goleira Wilce, fazendo 2 a 0 para o Recanto.

Aos 23, o Rio Negro chegou a diminuir o placar com Karolaine, se aproveitando de falha da goleira Milena, mas o gol foi anulado por impedimento da camisa 9.

Aos 40, Irllen cruzou pela esquerda e Carlinha precisou chutar duas vezes a bola para fazer o terceiro gol da equipe comandada por João Carlos Cavalo.

Aos 44, as atletas do Galo conseguiram diminuir o placar. Karolaine chutou e Milena fez grande defesa, com a bola batendo no travessão. Na sobra, Stefane marcou o primeiro gol do Rio Negro na competição.

Árbitro deu o que falar

Aos 13, o Recanto parecia ter marcado seu quarto gol, quando Irllen aproveitou sobra na grande área e mandou a bola de cabeça. A goleira Wilce segurou a bola próximo a risca da grande área, e em um primeiro momento, o árbitro Rodrigo Couto validou o gol. Porém, após conversar com a auxiliar, o árbitro desfez a marcação.

Aos 33, o árbitro novamente foi protagonista. Nilda lançou Lu e a atacante só foi parada com falta da arqueira Wilce. Inicialmente, Rodrigo deu apenas cartão amarelo. Porém, o quarto árbitro, Weden Cardoso, o comunicou que o lance era para expulsão, já que a goleira era a "última mulher" do Rio Negro no lance. Com isso, o árbitro anulou o amarelo e deu o cartão vermelho direto, deixando a equipe comandada por Paulo Galvão com uma a menos.

Vitória vira goleada

Sem goleira reserva disponível, Crislaine foi improvisada como goleira do Rio Negro. E o Recanto aproveitou a situação. Aos 37, Lu marcou o quarto gol, finalizando sem chances para a arqueira improvisada. E logo depois, aos 39, Irllen marcou o quinto, após receber assistência de Rayane.




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.