Quinta-feira, 09 de Julho de 2020
SOLIDARIEDADE

Rede de jogadoras de futebol arrecada doações para famílias de São Gabriel da Cachoeira

Iniciativa da rede Jogue como uma Garota tem por finalidade arrecadar alimentos e itens de limpeza e higiene pessoal para as pessoas mais necessitadas do município



WhatsApp_Image_2020-06-01_at_15.23.40_68FB48CA-2142-44AB-A9B8-60CD1EDCE5BD.jpeg Foto: Divulgação
01/06/2020 às 15:53

No início do ano, os times de futebol feminino de São Gabriel da Cachoeira (distante a 852 quilômetros de Manaus) se preparavam para o campeonato local, que começaria no primeiro fim de semana de maio. Porém, a pandemia do novo coronavírus mudou os planos das jogadoras dos times locais.

Ao invés de unir forças para marcar gols e somar pontos na competição, as mulheres da rede Jogue como uma Garota têm feito a sua parte para ajudar famílias necessitadas do município através da campanha Juventude na Luta.



A iniciativa começou no dia 7 de maio e tem por finalidade arrecadar alimentos e itens de limpeza e higiene pessoal para as pessoas mais necessitadas do município. A primeira fase, consiste numa vaquinha virtual que recebe doações. Até agora, mais de R$ 3 mil e 31 cestas básicas foram arrecadadas.

"Com esse dinheiro, vamos comprar material de higiene e limpeza, que é importante no combate ao Covid. Nesse primeiro momento, têm muitos doadores, mas a gente sabe que, aos poucos, vai diminuindo e as pessoas vão passando necessidade", disse Deusimar Oaho, coordenadora da Pastoral da Criança do município e que também faz parte da Casa Mamãe Margarida, voltada para pessoas com deficiência.

Ela explica que, até o momento, nenhuma doação foi feita e que a equipe está fazendo um levantamento. "Estamos fazendo um diagnóstico pra que a gente possa entregar à famílias que necessitam de verdade", completou.

A fase de entregas, que deve começar na próxima semana, deve contar com jogadoras da rede Jogue como uma Garota, principalmente para distribuir entre moradores que moram na zona rural e estão impossibilitados de ir comprar alimentos desde que a cidade adotou o isolamento no último dia 19 de março.

"Algumas meninas dos times estão envolvidas para ajudar na distribuição das cestas. São poucas meninas até porque não podemos causar aglomeração e o máximo que ficarem em casa é melhor pra elas. Este grupo de jovens vem se comunicando via watsapp e arrecadando online essas doações", explica Erlange Figueiredo, responsável pelo campeonato e coordenadora da rede. Além delas, uma equipe de jogadoras veteranas, as 100tenárias de SGC, participam do movimento.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.