Publicidade
Esportes
Futebol Feminino

Reforço do Flamengo/Marinha, Sâmia fala sobre a escolha pelo time rubro-negro

A manauara Sâmia Pryscila fala dos primeiros dias no time da Gávea e expectativas para o Campeonato Brasileiro feminino da Série A1. 03/03/2019 às 20:08
Show samia 9c6d97e7 b3cf 489c 8afd 8d311b610f09
(Foto: Divulgação/Flamengo
Camila Leonel Manaus (AM)

Aos 32 anos, a meio-campo amazonense Sâmia Pryscila já vestiu camisas tradicionais do futebol brasileiro e já fez parte de times que estavam emergindo no cenário nacional. Agora ela terá o desafio de representar as cores de um dos times mais populares do Brasil: a do Flamengo/Marinha.

Anunciada na última semana, a jogadora é o segundo reforço do time para o Brasileiro Feminino, que começa dia 16 de março. A decisão de integrar o time carioca veio após muita reflexão. De acordo com Sâmia, após encerrar o vínculo com o São José, apareceram várias propostas e em meio às ponderações sobre qual caminho seguir, veio a ideia de se inscrever no edital da Marinha, que faz parceria com o Flamengo no time de futebol feminino. Uma aposta arriscada que deu certo.

“Em dezembro decidi me inscrever para o edital e dei prioridade para entrar na Marinha que tem parceria com o Flamengo sabendo que podia ou não acontecer. Corri risco que hoje valeu a pena esperar e, graças a Deus, deu tudo certo”, contou Sâmia, também conhecida como Águia.

Com a parceria, Sâmia iniciará neste mês um curso para entrar nas Forças Armadas, um requisito para quem se cadidata à vaga. “Todos os atletas e todas as pessoas que integram a Marinha têm que fazer o curso do seus respectivos cargos. É um curso preparatório já que a Marinha é uma das forças militares do Brasil. E nós, quando formamos, somos atletas da Marinha que tem a parceria com o Flamengo”, explicou a amazonense.

Dentro de campo, os desafio vêm com a fase de adaptação ao novo time, aos dois períodos de treino e ao calor carioca. “A princípio estou sentindo um pouco pelo fato de ser dois períodos muito intensos, mas acredito com o passar do tempo vou acostumando e entrarei na rotina facilmente. Confesso que aqui é quente demais, não sou acostumada a treinar a 40 graus (risos)”, explicou Sâmia que, com bom humor garante: “Estou muito feliz em fazer parte desta família rubro-negra e vestir este manto sagrado. Não faltará raça, amor e paixão”, declarou.

No período de adaptação e entrosamento, Sâmia conta que tem a força de velhas conhecidas: as atacantes Dany Helena - que já jogou no Iranduba, mas não na mesma época que Sâmia - e Fernanda Palermo. “Joguei com a Dany e a Fernanda no Kindermann. Com duas excelentes atletas com tamanha qualidade, fica fácil de jogar e o entrosamento aumenta durante os treinamentos tanto com elas quanto com as minhas demais companheiras. O time é muito bom”, avaliou.

Sâmia estreará com o Flamengo justamente em Manaus, sua cidade natal, no dia 17 de março contra o Iranduba, às 17h, na Arena da Amazônia. Para ela, o fato de jogar contra o ex-time e num estádio onde está acostumado, não muda em nada na concentração de Sâmia.

“Vai ser normal dentro de campo, assim como tive em Manaus ano passado com o São José. Vou fazer o meu trabalho visando e executando a melhor performance dentro de campo para o clube que hoje eu defendo, e não será diferente com o Flamengo”, conta a meio-campista.

Três perguntas para Sâmia Pryscila

1. Como foi esse processo de escolher o seu novo time?

Sim, estava analisando com cautela o melhor para esta temporada. Eu recebi algumas propostas e agradeço de coração pelo interesse no meu trabalho de cada clube que me procurou. Em dezembro decidi me inscrever para o edital e dei prioridade para entrar na Marinha em parceria com o Flamengo.

2. Como é para você vestir a camisa de um time de massa como é o Flamengo?

É indescrítível. Fazer parte dessa família rubro negra é um sonho, e Deus me deu a honra e a benção de poder vestir essa camisa de peso e tão querida mundialmente. Aqui é Flamengo


3. Como está a preparação na pré-temporada do Flamengo/Marinha?

Muito forte, intensidade altíssima nos treinamentos tanto físicos quanto táticos/técnicos. Treinamos dois períodos de segunda a sexta e sábado um período. Trabalhamos firme e forte em busca dos nossos objetivos. Com certeza o Flamengo vem forte para o campeonato.

Publicidade
Publicidade