Publicidade
Esportes
Craque

‘Rei da praia’ é sucesso no fim de semana

O evento, realizado pela Federação Amazonense de Luta Livre Esportiva, Olímpica e Greco-Romana (FALLE) e Federação Amazonense de Mixed Martial Arts (FEMMA), contou com mais de 130 lutadores de várias modalidades como a luta olímpica, o judô, o jiu-jitsu, o submission e a luta livre 21/10/2013 às 11:59
Show 1
Evento teve casa cheia e contou com participantes de várias modalidades de luta
jornal a crítica ---

Considerado um sucesso pelos lutadores e torcedores amantes das artes marciais, a primeira edição do desafio “Rei da Praia” de beach wrestling, realizado pela primeira vez em Manaus neste domingo, na praia da Ponta Negra, veio para ficar.

O destaque na categoria acima dos 90 quilos foi o bicampeão master de judô, o paulista Alexandre Santos, o Jacaré, que conquistou a medalha de ouro com quatro vitórias, tornando-se o primeiro Rei da Praia no Amazonas.

“É a primeira vez que lutei na areia. Treinei um mês antes e não tive dificuldades em competir na praia. A luta mais difícil foi a final. Viajo amanhã (hoje) para São Paulo para disputar os Jogos Abertos do Interior”, disse Jacaré, cansado e com cara de poucos amigos.

Pelo lado feminino, a amazonense Ketlen Vieira (Cajin) derrotou na final a lutadora Maria Siqueira (Acopajam) numa luta que levantou a torcida presente na praia.

Visivelmente emocionada, a lutadora de 22 anos estava euforica pela vitória. “Comecei no jiu-jitsu e depois passei para o judô. Essas modalidades me ajudaram a vencer aqui hoje (ontem). Valeu muito ser a primeira ‘rainha da praia’ e já estou pensando na defesa do título no ano que vem. Foi uma final difícil; tive que impor velocidade e técnica para vencer. É complicado lutar na areia pesada com o calor, mas foi ótimo, gostei!”, disse a atleta.

O evento, realizado pela Federação Amazonense de Luta Livre Esportiva, Olímpica e Greco-Romana (FALLE) e Federação Amazonense de Mixed Martial Arts (FEMMA), contou com mais de 130 lutadores de várias modalidades como a luta olímpica, o judô, o jiu-jitsu, o submission e a luta livre, disputadas em seis categorias de 60 a 90 quilos, além do absoluto feminino. Na categoria até 70 quilos, o campeão foi o lutador de luta livre, Marcelino Cavalcante; até 80 quilos, o campeão foi Paulo Vitor (Vila Olímpica).

Regra é clara

Como funciona

Cada luta dura três minutos; pontua-se quando o lutador empurrava o adversário para fora do círculo ou o derruba. Três pontos dão a vitória.

Publicidade
Publicidade