Publicidade
Esportes
Carinho dos súditos

'Rei dos penas’, lutador José Aldo é recebido com festa no Rio de Janeiro

Ex-campeão dos penas foi recepcionado pelos fãs em seu retorno ao Brasil, após derrota no UFC 194 para o irlandês Conor McGregor; 'o que fiz em 10 anos não se apaga em 13 segundos', disse 17/12/2015 às 19:23
acritica.com

A dor da derrota ainda está estampada no rosto do amazonense José Aldo, mas o Campeão do Povo recebeu o carinho de seus verdadeiros fãs na manhã desta quinta-feira (17), em sua volta ao Brasil, após perder o cinturão dos penas no UFC 194. Nocauteado aos 13 segundos da luta contra Conor McGregor, o Scarface foi ovacionado por cerca de 50 torcedores em seu desembarque no Rio de Janeiro.  

Aldo foi carregado e aplaudido pelo público que o aguardava no saguão do aeroporto Internacional Tom Jobim. O ex-campeão dos penas do Ultimate mesmo abatido já está pensando na próxima luta.

“O que fiz em 10 anos não se apaga em 13 segundos. A gente ganha, perde, mas aprende na derrota. Logo voltamos a ser campeões. A próxima luta pode ser a revanche, então é manter a cabeça no lugar. Não sei se é revanche imediata ou não. Estamos conversando. O Conor quer subir, não consegue mais bater o peso. Talvez lute no peso de cima. A próxima pode ser uma disputa de título com o Frankie Edgar”, disse.

O manauara agradeceu ao carinho dos torcedores e promoeteu mais empenho nos treinamentos. 

“É ótimo receber esse carinho. Mostra que estamos no caminho certo. O resultado não foi bom, é do esporte, faz parte. No futuro vamos dar essa alegria pra galera. Agora é treinar, treinar e treinar. Nada vem sem trabalho. Vamos ver onde erramos, consertar e voltar bem. Quando estou lá dentro é pela família, amigos e pelo país. Sozinho não sou ninguém. Conto com a torcida e ver essa recepção mostra que temos tudo o que precisamos. Na derrota eles estão comigo. Vou treinar o dobro ou o triplo para reconquistar o que é nosso”, concluiu o Scarface.

Publicidade
Publicidade