Publicidade
Esportes
Craque

Renunciou: Marco Polo Del Nero cede a pressão da Conmebol e deixa Comitê Executivo da Fifa

O dirigente máximo do futebol brasileiro não faz mais parte do Comitê da Fifa. Segundo o presidente da CBF, que continua à frente da entidade, o excesso de compromissos no Brasil o forçaram a pedir sua saída  26/11/2015 às 12:26
Show 1
Del Nero não faz mais parte do Comitê Executivo da Fifa.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Seguidas faltas e a pressão exercida pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) levaram ao presidente da Confederação Brasileira de Futebol Marco Polo Del Nero a renunciar ao cargo no Comitê executivo da Fifa. A decisão foi tomada em reunião nesta quinta-feira (26), na sede as CBF, com a cúpula das entidades.

Para ocupar a vaga de Del Nero na Fifa o eleito foi Fernando Sarney, filho do ex-presidente da República, José Sarney. No entanto, a oficialização da saída do presidente da CBF do Comitê só será feita em dezembro, quando o alto comando da Fifa se reunirá em Zurique, na Suíça.

Del Nero não compareceu a nenhum dos compromissos internacionais da Fifa desde maio, quando explodiu o escândalo de corrupção na entidade. O cartola brasileiro estava na Suíça no dia das prisões de sete dirigentes do alto comando da Fifa, entre eles o ex-presidente da CBF, José Maria Marin, e deixou Zurique horas depois em direção ao Brasil.

Desde então, sem dar explicações mais contundentes, Del Nero fincou os pés no Brasil e faltou a todas as reuniões da Fifa fora do território nacional. Até mesmo aparições em terras tupiniquins, como a entrega da taça do campeonato Brasileiro ao Corinthians, no último domingo (22), estão sendo evitadas pelo dirigente.

Segundo Del Nero, a renúncia do cargo na Fifa se deu pelo excesso de compromissos que tem de cumprir no comando do futebol brasileiro e da Conmebol. Mesmo com a saída do Comitê Executivo, o cartola continua como presidente da CBF.  




Publicidade
Publicidade