Publicidade
Esportes
PELADÃO

Repetindo desfecho de 2015, Apolo vence o Salcomp na final do Peladão Feminino

Com apenas um gol, de Larissa aos 15 minutos do primeiro tempo, o Apolo levou a melhor na categoria feminina do maior campeonato de peladas do mundo 17/02/2018 às 16:39 - Atualizado em 18/02/2018 às 01:12
Show c4e5dcc8 4890 459c 98cd 972cd9bc04d4
Foto: Evandro Seixas
Camila Leonel e Jéssica Santos Manaus (AM)

Repetindo desfecho de 2015, o time Apolo venceu o Salcomp por 1 a 0 e levou para casa o troféu de campeão na final do Peladão Feminino, na tarde deste sábado (17) na Arena da Amazônia, em Manaus. O único gol da partida, feito por Larissa aos 15 minutos do primeiro tempo, deu ao Apolo o quarto título de campeão do Peladão Feminino.

No jogo, a postura das duas equipes durante a partida foram bem definidas e distintas. Enquanto a Salcomp investia na troca de passes, no futebol cadenciado, o time Apolo tinha uma estratégia mais vertical e rápida. No início do jogo, quem começou dominando foi a Salcomp, que tinha mais posse de bola e se aproximava mais da área adversária. Mas era lá também que morava o problema da equipe.

Ao se aproximar do gol, as jogadoras levavam nos passes e nos chutes. Primeiro foi Carol que deu uma casquinha na bola após pintada na área oriunda de uma cobrança de falta. A bola saiu. Aos quatro minutos, Tainá experimentou de fora, mas a bola desviou na zaga. Carol aproveitou uma sobra de bola, mas chutou fraco. As principais jogadas da Salcomp saíam principalmente na direita com Pâmela, mas bem marcada, ela não conseguia avançar.

Outra característica da Salcomp eram as linhas de marcação adiantadas. As jogadoras mais recuadas estavam próximas do círculo central e isso foi fundamental para o Apolo. Em um contra ataque, Larissa passou pela última marcadora e saiu livre com a bola. A goleira tentou fechar o ângulo e a camisa 10 rolou para Letícia, que chutou em cima da goleira. No rebote, Larissa não desperdiçou e abriu o placar. Gol do Apolo aos 15 minutos do primeiro tempo.

Na segunda etapa, a Salcomp voltou determinada a reverter a desvantagem, mas o cadeado do Apolo continuava firme e forte e investindo no contra golpe. Em uma dessas jogadas, Adriana avançou pela direita e cruzou pra área buscando as atacantes, mas elas furaram. No segundo pau Rana chutou e a bola bateu na rede pelo lado de fora.

A Salcomp continuava atacando e em uma das jogadas a zaga do Apolo recuou para a goleira Wilce e ela pegou a bola com as mãos. Tiro livre indireto aos 17 minutos. Selma recebeu e chutou, mas a bola foi acima do gol. Selma tentou novamente cinco minutos depois, após receber a bola sozinha na área, mas antes que ela concluídas foi travada pela zaga.

Outras finais do Peladão

Antes do Feminino, o campo da Arena da Amazônia foi palco da final do Peladinho, onde o Guerreirinhos/Grafan/EBS conquistou o tricampeonato vencendo o Núcleo Oficial Futebol da Colina por 3 a 0, um gol para cada título – 2015, 2016, 2017. 

Depois, às 16h, será a vez das equipes Máster Feira do Banana e Zona Norte se enfrentarem. A Feira do Banana conta com jogadores cheios de títulos, que desejam buscar mais um para a coleção, enquanto o Zona Norte virá com seu “profissionalismo”, que o time fez questão de trazer para o campeonato amador em forma de organização.

Para fechar o grande dia do futebol amador, na Arena da Amazônia, Unidos do Alvorada e Amigos da Cidade Nova irão fazer a final do Peladão principal, às 17h. Essas duas grandes forças do futebol peladeiro, que prometem lotar a Arena com suas torcidas, já sentiram o gostinho de serem campeãs, mas vão batalhar para repetir a dose, neste sábado (17).

Publicidade
Publicidade