Quarta-feira, 11 de Dezembro de 2019
RUMO A ELITE

Restando um ponto para o acesso, Amazonas FC mira próxima temporada

O clube novato no cenário futebolístico tem como referência o Manaus Futebol Clube, que há seis anos iniciou sua história na Série B do Amazonense



WhatsApp_Image_2019-10-26_at_21.10.38_EFDE158F-9B07-4492-B38A-BCB4174968BA.jpeg Foto: Denir Simplicio
28/10/2019 às 20:02

Depois de abater mais uma presa ao vencer por 3 a 0 o São Raimundo, no último domingo, na Série B do Barezão, a Onça Pintada da Zona Leste (apelido do Amazonas FC) colocou uma ‘pata’ na elite do futebol amazonense.

Líder isolado na tabela da competição, com sete pontos em três jogos, o novato no esporte bretão baré folga na próxima rodada, a quarta do certame. E com uma combinação de resultados - empate duplo entre Clipper e Tarumã; Holanda e São Raimundo - o Amazonas já garante a  vaga na Série A de 2020 com uma rodada de antecedência.



O treinador Ricardo Lecheva valorizou a situação confortável do time, mas ainda mantém os pés no chão para os compromissos restantes no campeonato.

“A última vitória frente ao São Raimundo realmente nos deixou, em termos de classificação, numa situação bem confortável, até podendo garantir nossa classificação na próxima rodada sem mesmo entrar em campo, já que vamos folgar na próxima rodada. Mas independente da situação ou adversário, o Amazonas FC sempre entrará em campo pra dar o seu melhor e buscar as vitórias”, enfatizou o técnico, que vê saldo positivo no desenvolvimento do trabalho na equipe.

“A avaliação técnica é razoável. Posso garantir que os atletas e equipe num todo ainda, não demonstraram todo seu potencial, afinal se tratam apenas de três jogos”, declarou. 

Planejamento 2020

Participativo no planejamento do clube aurinegro para ‘Segundona’, Lecheva tem parcela de ‘culpa’ no sucesso recente do time dentro e fora de campo. E visando a próxima temporada, o treinador do Amazonas FC relatou o processo para continuidade do trabalho no clube.

“Toda equipe ao término de uma competição passa por reformulação, seja de um projeto que deu certo seja um projeto que não deu certo, isso é fato. Mas nós procuramos desde o início trabalhar com a maioria de atletas livres de vínculos com outros clubes, acreditando justamente no sucesso do nosso projeto e numa continuidade com a manutenção da base que hoje temos”, esclareceu. 

Trilhando praticamente os mesmos passos do Manaus Futebol Clube, que há seis anos estreou na Série B do Estadual, a Onça Pintada da Zona Leste tem o clube esmeraldino como referência, mas trabalha em cima dos seus próprios objetivos.

“É inevitável hoje não se fazer uma comparação com o Manaus, pelo tempo de existência e pelo tempo que o futebol amazonense ficou fora de uma competição nacional, como um Brasileiro da  série C. Mas o Amazonas tem suas metas próprias e exemplos também, e o Manaus não deixa de ser uma referência também”, concluiu o treinador Ricardo Lecheva.

News 48367672 1136721996505445 2342939255929569280 n 2dad860c 0057 4e2e b7f5 f53181960f2f
Repórter do Craque
Jornalista formado na Ufam, campus de Parintins. Estudante de pós-graduação em jornalismo esportivo na Universidade Estácio de Sá. Repórter do Caderno de Esporte ‘Craque’ de A Crítica desde novembro de 2018.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.