Sexta-feira, 24 de Maio de 2019
Craque

Ricardo Gomes anuncia Dedé como o novo capitão do Vasco

'O Dedé não tem características daquele grande líder, mas não é só isso que define um capitão', disse técnico em entrevista explicando a escolha do Mito



1.gif
Acompanhado por profissional, zagueiro faz musculação antes da estreia
18/01/2013 às 12:21

Diretor técnico do Vasco, Ricardo Gomes revelou que Dedé será o novo capitão do time. Com as saídas de Juninho, Felipe e Fernando Prass, que costumavam ficar com esse posto, havia certa dúvida de quem seria o escolhido. Carlos Alberto e Wendel também eram bem cotados. Vale lembrar que Dedé, que nunca foi capitão no profissional, disse, em recente entrevista, que não tinha as características de um grande líder. Mas Gomes explica os motivos da escolha do Mito.

“O Dedé não tem características daquele grande líder, mas não é só isso que define um capitão. Ele ganhou muita força aqui no Vasco, pelo jogo, pelo comportamento. Além da parte técnica. É um cara que enfrenta tudo. É um tipo de capitão que nos agrada muito. O capitão será ele”, disse Gomes.

E, ao que parece, Ricardo Gomes conta com Dedé para liderar o time por muito tempo. Ele diz não ter receio de perder o zagueiro, que vem sendo alvo constante do Corinthians.

“Soubemos do interesse antes do Mundial. Em dezembro, me reuni com Roberto e isso já tinha sido equacionado. Isso foi lá atrás. No futebol, as coisas mudam, mas hoje não tem nenhum perigo de perder ele. Acho difícil que ele saia para clube do Brasil”, declarou.

Liberação de grana

O Vasco terá um “pequeno” alívio em suas finanças neste início de ano. Através do Sindicato de Empregados de Clubes do Rio de Janeiro (Sindiclubes), o Cruz-Maltino conseguiu junto à Justiça do Trabalho a liberação da última parcela do patrocínio com a Eletrobras. Os pouco mais de R$ 8 milhões serão utilizados para regularizar os salários de atletas e funcionários.

A Justiça do Trabalho já notificou a Eletrobras e, agora, a empresa vai efetuar o depósito do montante diretamente na conta do Sindiclubes, para repassar aos funcionários. Desta forma não há riscos de o dinheiro ser penhorado, pois não passa pela conta do clube.

Grande parte das parcelas o patrocínio foram conseguidas desta forma. Como desde o início da parceria, em 2009, o Vasco não obteve as certidões negativas, a Eletrobras não pôde liberar o dinheiro. Com a ação do Sindiclubes, o montante é direcionado para o pagamento de salários. A parceria com a Eletrobras termina em junho deste ano. A diretoria diz ter interesse em renovar, mas há outras empresas que já fizeram contatos para patrocinar o clube.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.