Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
JOGADOR

Richarlison admite deixar Flu e vê oferta do Palmeiras 'praticamente irrecusável'

Muito criticado após pedir para não enfrentar o clube paulista no último sábado, o jogador tentou se explicar e garantiu que a proposta que ouviu da diretoria alviverde era 'praticamente irrecusável'



34177187644_15579dbbfc_o_96UQlu5.jpg (Foto: Nelson Perez/ Fluminense F.C.)
12/06/2017 às 15:09

O atacante Richarlison utilizou as redes sociais nesta segunda-feira para explicar o imbróglio sobre sua possível saída do Fluminense para o Palmeiras. Muito criticado após pedir para não enfrentar o clube paulista no último sábado, o jogador tentou se explicar e garantiu que a proposta que ouviu da diretoria alviverde era "praticamente irrecusável".

"Depois de tanta coisa dita nos últimos dias a meu respeito, me sinto na obrigação de dar a minha versão dos fatos", escreveu no Instagram. "Na última semana, eu recebi uma proposta praticamente irrecusável do Palmeiras, tanto do ponto de vista profissional quanto financeiro. Até onde soube, se tratava da maior transação interna entre clubes do Brasil em termos de valores."

O Palmeiras procurou o Fluminense na semana passada e ofereceu 11 milhões de euros pelo atacante de 20 anos. A forma como o clube paulista conduziu a negociação, na mesma semana do confronto entre as equipes, e o pedido do jogador para não enfrentar o time alviverde irritaram a diretoria carioca, que encerrou as negociações.

Diante deste posicionamento do Fluminense, o Palmeiras agora prepara uma proposta ainda superior, de 12 milhões de euros. O próprio Richarlison admite a possibilidade de deixar o clube tricolor, mas se mostrou aberto para qualquer possibilidade.

"Não sei o que vai acontecer a partir de agora. Se a negociação acontecer, vou motivado para buscar meu espaço em um outro grande clube, com a chance de disputar uma Libertadores. Se ficar, fico feliz e continuarei fazendo o meu melhor, como sempre fiz, dando a vida pelo Fluminense dentro de campo e buscando fazer história por aqui", afirmou.

Richarlison admitiu que a proposta palmeirense o "balançou e tentou muito". "É do ser humano, é natural. Era algo que mudaria a minha vida. Quem não quer ser valorizado assim?", questionou. Só que o próprio atacante garantiu que não foi apenas a negociação que o motivou a pedir para não entrar em campo no sábado.

"Fora tudo isso, que já seria o suficiente para mexer com qualquer um, é sabido por todos no clube que venho jogando com um problema no tornozelo há algum tempo, tomando remédios para dor, e ainda tenho uma lesão no cotovelo, que inclusive tenho precisado de uma proteção para poder jogar. Todo o burburinho e o fato de não estar 100% fisicamente me deixaram inseguro para entrar em campo", explicou.

O jovem jogador se mostrou bastante chateado com a repercussão do caso e as acusações de "mercenário" que ouviu da torcida. Mesmo assim, se desculpou com os torcedores tricolores.

"Só garanto que não sou mercenário. Se dinheiro fosse minha prioridade, sequer teria vindo ao Fluminense no ano passado, pois tive propostas financeiras mais vantajosas. Se fosse pouco profissional, não me preocuparia em ser honesto com meu treinador e em eventualmente não render o meu melhor dentro de campo. Vou continuar trabalhando forte, me dedicando nos treinamentos e retomar o foco no que é a minha vida, que é jogar futebol. Espero que esses dias ruins tenham acabado."

 




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.