Publicidade
Esportes
Duelo das aves

Rio Negro e Manaus FC abrem noite de rodada dupla na Colina

No "Duelo das Aves", o Galo tenta quebrar tabu de jamais ter vencido o Gavião na disputa do Campeonato Amazonense; no recente retrospecto do confronto, são três vitórias do Manaus um empate entre as equipes 21/03/2017 às 11:08
Show lal
Lana quer manter pegada do Galo e despachar o Gavião, na Colina. (Foto: Denir Simplício)
Denir Simplício Manaus (AM)

Nada como uma vitória em uma estreia para animar o clima em um clube de futebol. Ainda mais quando esse clube atravessa um jejum de 15 anos sem o título do Barezão. O triunfo do Rio Negro sobre o São Raimundo na abertura do Estadual para o Galo empolgou a torcida Barriga Preta que agora quer ver o time de Aderbal Lana bater o Manaus FC, nesta terça-feira, às 19h, no estádio da Colina, Zona Oeste da capital.

O confronto com o Gavião do Norte, no “Duelo das Aves”, é o jogo de abertura da rodada dupla (segunda partida será entre Nacional e Holanda, às 21h), no estádio colinense e pode colocar o Galão da Massa na ponta do Campeonato Amazonense.

Índio artilheiro

Autor de um dos gols do triunfo sobre o Tufão da Colina, na semana passada, o atacante Leonardo revela que, assim como o Rio Negro, traçou metas para a temporada. Se o Galo quer voltar a brigar diretamente pela taça do Estadual, o camisa 9 alvinegro sonha com a artilharia do campeonato.

“Eu sempre traço metas para serem alcançadas como forma de motivação. A que eu tracei esse ano era fazer o primeiro gol na Arena. E foi alcançada no Torneio Início. Minha meta hoje nesse momento é fazer um grande Campeonato Amazonense e chegar entre os quatro primeiros”, disse o atacante, lembrando que por onde passou deixou sua marca.

O Índio Negro traçou metas esse ano e a artilharia do Barezão é uma delas (Foto: Evandro Seixas) 

“Artilharia é sempre consequência do trabalho. Em alguns clubes fiz muito gols, em outros marquei poucos, mas nunca deixei de fazer gols. Espero que aqui no Rio Negro tudo ocorra bem e que eu possa fazer muitos gols”, profetizou Leonardo.

Satisfeito com a boa estreia, o técnico Aderbal Lana deve repetir o time que venceu o Mundico na primeira rodada do torneio.

Vaga para ‘matador’

Se no Galo o homem gol é o Índio Negro, no Gavião o problema é quem será o substituto do atacante Binho, que foi expulso contra o Nacional.

Logo após tomar a virada contra o Naça, o ténico Igor Cearense revelou que poderia usar os jovens Purá ou Wesley Napão, ambos de 20 anos, no duelo contra o Rio Negro. “Temos o Purá, que vem treinando bem. O Napão também tem se destacado com a gente, veio da base e tem nossa confiança. Temos também o Claudinei e o Jonas, então quem entrar vai entrar bem e dar conta do recado”, disse o treinador do Manaus FC.

Com a ajuda de Delmo, seu auxiliar-técnico, Igor Cearense analisa o substituto de Binho (Foto: Divulgação/ManausFC) 

Com sete atacantes no elenco, o Gavião do Norte é o time com mais opções no setor. Além de Binho, Igor Cearense conta com Adrianinho, que atuou na estreia contra o Nacional, Wesley Napão, Purá, Jonas Pica Pau, Claudinei e Rickson.

Tirando a dúvida sobre o companheiro de Adrianinho no ataque, o técnico Igor Cearense deve manter o restante do time que perdeu para o Nacional no sábado (18), no Zamithão.

Publicidade
Publicidade