Publicidade
Esportes
Craque

Rio Negro e Operário decidem o título do segundo turno

Sapão de Manacapuru quer ser campeão do turno para forçar o jogo da final dos campeões. Partida poderá ocorrer na Arena da Amazônia 02/12/2014 às 20:55
Show 1
Tiago Verçosa (direita) ainda luta pela artilharia da competição
Anderson Silva Manaus (AM)

O Galo poderá colocar um ponto final na Série B do Campeonato Amazonense, se vencer ou empatar com o Sapão de Manacapuru, na noite desta quarta-feira (03), às 20h, no estádio jornalista Carlos Zamith, no Bairro Coroado, Zona Leste de Manaus, pela última rodada da segunda fase.

Se conquistar o feito, o Rio Negro – campeão da primeira fase - levanta a taça e conquista direto o campeonato. Caso conquiste os três pontos, o Operário, que tem sete pontos, ultrapassa o adversário da noite, com nove, e conquista o título do segundo turno, havendo a necessidade do jogo entre campeões das fases, na final.

No lucro com o acesso conquistado no último sábado (29), o treinador Fábio Luiz, do Operário, não esperava brigar pelo título, mas quer agarrar a oportunidade. “A possibilidade (de título) existe. O Rio Negro joga por uma vitória ou empate. A princípio nosso objetivo era o acesso. Já que é possível conquistar o título nós vamos atrás”, garantiu.

Para levantar a taça de campeão da segunda fase e forçar a final da Segundinha, Fábio idealizou duas estratégias baseada na derrota da primeira fase.

“A gente sabe que a parte física é muito importante e foi o que faltou naquele jogo. Era o primeiro jogo e não vai faltar agora, pois já trabalhamos e faremos uma apresentação melhor”, afirmou o treinador declarando que precisa neutralizar as jogadas do adversário.

“Vai ser uma partida difícil. O Rio Negro é um time de muita movimentação e de rápida transição defensiva para ofensiva, isso pode dificultar. Meu time tem uma parte contrária da deles. É tentar neutralizar esse trabalho de ligação direta com os atacantes e se puder bloquear temos a possibilidade da vitória”, declarou.

Objetivo é finalizar

Dono da melhor campanha da Série B, o Galo pretende manter o mesmo nível e não quer dar chance para um segundo jogo.

“Estamos com a melhor campanha da competição e entraremos em campo com objetivo de finalizar o segundo turno com o título, respeitando a equipe do Operário”, afirmou o diretor de futebol do Galo, Roberley Assis.

No outro jogo da noite, Cliper e CDC Nova Olinda se enfrentam, às 20h30, no estádio da Colina.

Artilharia em foco

Sem o artilheiro do campeonato, o atacante do Tarumã, Junior Neymar, com oitos gols, pelo caminho - Tarumã completou os jogos na Série B -, o atacante do Rio Negro Tiago Verçosa vai ter a oportunidade de sair dos sete gols e empatar ou mesmo ultrapassar o rival.

“Eu tenho essa oportunidade. Vou focar no jogo, na vitória ou empate, mas caso eu tiver a oportunidade de ajudar os meninos vou ficar feliz. Mas vou procurar jogar pensando na vitória e caso os gols apareçam vou ficar feliz”, disse.


Apesar de faltar três gols para alcançar a artilharia, o goleador do Operário Charles pensa em ser o artilheiro da disputa, mas antes pensa em ajudar a equipe com o título.

“É claro que primeiro a gente pensa no grupo e conquistar o segundo turno. Se a artilharia vim vai ser bom. Espero brigar com ele (Jr. Neymar) pela artilharia até o último minuto”, disse o goleador que está empatado com atacante Weverton, do Galo, com cinco gols.

Charles também usa o discurso da diferença: “No primeiro jogo fizemos dois treinos e fomos diretos para o jogo, agora nos conhecemos mais e espero dar trabalho no jogo”.

Arena da Amazônia cogitada 'na final'

Se o Operário conquistar o título da segunda fase, a Arena da Amazônia poderá receber a final da Série B no dia 10 deste mês.
Segundo o diretor da Federação Amazonense de Futebol (FAF), Ivan Guimarães, possibilidades existem, mas nada ainda está definido.

“Não há nada de oficial. Nem a federação foi procurada pelos fundação vila olímpica (órgão que administra a Arena). Apenas ouvimos falar, e se acontecer os clubes precisam estar de acordo. Até o momento a final, casa haja, será no dia sete no estádio da colina", afirmou o dirigente.

Publicidade
Publicidade