Publicidade
Esportes
Craque

Rio Negro e Operário fazem jogo dos desesperados neste sábado

As duas equipes entram em campo neste sábado (21), às 16h, para tentar escapar da zona da degola 21/03/2015 às 12:47
Show 1
Carlos Tozzi disse que no jogo dos seis pontos, o time entrará para vencer
Camila Leonel Manaus (AM)

Só a vitória importa ao Rio Negro e Operário, que farão o jogo de seis pontos às 16h deste sábado (22), no Carlos Zamith. Nas duas últimas colocações, as equipes tentam fugir da desconfortável zona da degola e apostam na conquista dos três pontos para afastar a zica. Em cinco jogos, Rio Negro teve apenas uma vitória em cinco jogos, já o Operário ainda tenta vencer a sua primeira partida no Estadual.

A importância de vencer o jogo aumenta devido à proximidade das equipes na tabela. O Operário é o lanterna da competição com um ponto, o Rio Negro está uma posição acima com três. No caso de vitória, o Rio Negro pode sair da zona de rebaixamento, caso o Iranduba não vença o Princesa do Solimões.  Caso a vitória seja do Operário, o time iria a quatro pontos, empurrando o Rio negro para a lanterna. O resultado, porém, não seria suficiente para tirar o time da zona nessa rodada.

O técnico do Operário, Carlos Alberto Tozzi, ainda não definiu o time que entrará em campo hoje. A dúvida é quem entrará no lugar de Clemilton e Jandão, expulsos no último jogo. A dúvida é entre Marabá, Allan ou Elton.

 “Nós conversamos bastante durante a semana e acertamos tudo. Vamos para o jogo buscando a vitória, porque esse jogo vale seis pontos. É um time que está perto da gente na tabela e nós temos que vencer”, falou.

No lado do Galo a tônica é que não existe jogo fácil e só a vitória importa. De acordo com o técnico Roberley Assis, o time entrará de cabeça erguida, buscando a vitória.

“O time vai entrar em campo ciente de que a vitória é importante. Não é porque o Operário está com um ponto que vai ser fácil. Ambas as equipes precisam se achar no campeonato para sair da situação que estão. O Rio Negro vai entrar respeitando o adversário”.  A novidade para esse jogo é a entrada de Bruno Iton no lugar de Renatinho na lateral esquerda.

Além de arrumar o time, os jogadores precisaram arrumar o psicológico dos seus jogadores durante a semana, já que vieram de derrotas traumáticas. O Rio Negro perdeu para o Princesa no último minuto de jogo, após conseguir empatar a partida.

O Operário vem de uma derrota de 4 a 0 para o Fast e após o jogo, Tozzi declarou que o time estava cabisbaixo pela campanha no Estadual. Apesar disso, para o jogo de logo mais, houve um consenso entre os técnicos em dizer que os jogos anteriores eram “página virada” e que iriam entrar com equipes motivadas para buscar o resultado positivo.

Ficha Técnica:

Rio Negro: Filho, Marcelinho, Luiz Ricardo, Rondinelli, Serginho, Bruno Iton, Tiago Amazonense, Ruan,Lucas Peteca,Ronan, Bruno. Técnico: Roberley Assis

Operário: Agenor, Marabá,Wallace,Alan,Fabício,Nilsão,Velinho,Toró,Matenay,Jonas,Neto. Técnico: Carlos Alberto Tozzi

Arbitragem: Carlos Augusto Santos de Souza, Ivo Fernando da Costa de Souza, José Luís de Oliveira Ramos

Local: Estádio Carlos Zamith



Publicidade
Publicidade