Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Craque

Rio Negro enfrenta Penarol para se firmar no campeonato e se distanciar da Zona de Rebaixamento

As equipes se enfrentam, neste sábado (4), às 16h, no Estádio da Colina, Zona Oeste de Manaus. O Penarol tenta se manter no G4, já o Rio Negro, quer escapar de vez do perigo de rebaixamento


03/04/2015 às 21:08

O Rio Negro vem apresentando uma evolução  desde que o campeonato começou. O jovem plantel do alvinegro, porém, está procurando se firmar e,  para isso, tem que fazer bons resultados. Mas o time da Praça da Saudade não terá vida fácil nas próximas rodadas, já que enfrentará três times que compõem a parte de cima da tabela. A primeira “pedreira” é o Penarol, neste sábado (4), às 15h, no Estádio Ismael Benigno, Zona Oeste de Manaus, que ocupa a quarta colocação na tabela. Na próxima rodada, fechando o primeiro turno, o adversário será o Fast e no primeiro jogo do returno, o Rio Negro terá um Rio-Nal pela frente.

“A semana de treinos foi boa. O nosso objetivo é parar o Penarol. Mas para nós, cada jogo é um jogo e o Rio Negro vem fazendo bons jogos. Nós apenas temos que manter um bom jogo  e entrar de igual para igual contra o Penarol, é uma equipe forte, mas a gente precisa pontuar”, declarou.

Apesar de confiar no elenco, alguns aspectos como finalizações e posicionamento ainda parecem incomodar Roberley, que vem trabalhando esse fundamento exaustivamente durante a preparação do time.

O jogo de logo mais terá a volta do goleiro Filho. O zagueiro Luiz Ricardo também retorna ao elenco após cumprir suspensão automática por levar o terceiro amarelo.

 Outra novidade é a entrada de Naílson Bolacha no ataque do Galo. O jogador substituirá Bruno que sofreu uma “rasgadura” na coxa e ficará de fora do confronto.

Sem espaços

 Na quarta colocação, o Penarol começa a ver os times colarem no G4 e para não correr o risco de ficar sem a vaga, uma vitória fora de casa é essencial. Aliás, caso vença, essa será a primeira vitória fora de casa, já que longe dos seus domínios, o Leão da Velha Serpa tem um empate, contra o São Raimundo, e uma derrota, contra o Princesa do Solimões.

Para garantir os três pontos e não deixar a vitória escapar, o treinador Marquinhos Piter, orientou os seus comandados a “não darem espaços”. E Thompson, capitão do time, garante que hoje os jogadores entrarão concentrados.

“A expectativa é de fazer um bom jogo. Sei que não vai ser fácil porque do outro lado também tem bons jogadores e também vão querer a vitória, mas estamos tranquilos e vamos procurar fazer o que o professor Marquinhos pediu. Vamos jogar com bastante atenção, sem deixar espaços”, disse.

Essa atenção redobrada, é uma forma de evitar que aconteça, na Colina, o mesmo que aconteceu no Floro de Mendonça, contra o Fast, quando o time vencia por três a um e cedeu o empate, saindo com um ponto.

“Faltou atenção para nós. Como o jogo já estava acabando, teríamos que ter dobrado nossa atenção”, explicou.


publicidade
publicidade
Educador indígena da rede estadual lança livro sobre a vida Munduruku
Curiosidade: nos primeiros anos, jornal A Crítica foi ‘onzeorino’
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.