Publicidade
Esportes
FUTEBOL

Rio Negro se prepara para temporada 2017 sonhando com título estadual de futebol

Time volta a projetar briga por título, mas preocupado em equilibrar as contas e formar jovens para manter o clube forte para os próximos anos 26/02/2017 às 05:00
Show zcr0126 04r
Wagner Diniz foi a grande contratação do time para a temporada. O lateral elogiou o projeto do clube amazonense. (Foto: Antônio Lima)
Valter Cardoso Manaus (AM)

Passado, presente e futuro. Em processo de renovação, o Rio Negro inicia a temporada de 2017 planejando reviver as glórias do passado e garantir um presente de glórias para um futuro muito mais promissor.

Jogador mais badalado do atual elenco, o lateral Wagner Diniz, chegou ao time através da indicação de Rodrigo Ítalo, mas o planejamento do time também pesou na hora da negociação. “Fiquei feliz pelo projeto que eles tem aqui, pelos caras sérios que estão aqui, pela estrutura e pelas condições que estão dando para todos os jogadores”, revelou o jogador, também soma passagens pelo Vasco e Fluminense no currículo.

O projeto é de reestruturar o time para que ele tenha condições de voltar a brigar pelo título em condição de igualdade com os outros times do Estado. “Esse projeto é a curto, médio e a longo prazo. Claro que as vitórias  precisam acontecer para que esse estímulo possa permanecer, mas a gente pensa, sim, que temos chances de ganhar o título este ano”, explicou o diretor de futebol, William Abreu. De acordo com o novo dirigente do clube, investidores já tem manifestado interesse em participar do novo momento do time.
 
Enquanto o clube faz ajustes no time atual com nomes conhecidos do futebol amazonense, como o atacante Leonardo, o goleiro Jairo e jogadores vindos por empréstimo do Atlético-MG,  o treinador Aderbal Lana já projeta um time forte não somente neste ano, mas em um futuro próximo. 

“O Rio Negro começou um trabalho muito sério, desde o ano passado, na sua base. Nós temos recebido muitos pedidos de jogadores para vir para cá, pedindo para treinar. Quando são jogadores abaixo de 20 anos nós estamos colocando na base. A base vai analisar esses jogadores e, aqueles que forem se sobressaindo, vão compor o plantel profissional do Rio Negro, inclusive os treinamentos coletivos durante a semana quando tiver condições, será feito contra a equipe de base”, ressaltou Aderbal Lana, técnico do Rio Negro.

Dentro de campo a certeza é de que o time vai utilizar força máxima para dar ao torcedor a possibilidade de tirar o grito de campeão preso na garganta. “Eu acho que vai ser um campeonato super equilibrado, mas nós vamos tentar chegar. O que nós queremos que volte também é a rivalidade, o Rio-Nal, isso é importante para o nosso futebol”, finalizou Lana.

Publicidade
Publicidade