Sábado, 14 de Dezembro de 2019
Barezão Feminino

Rio Negro vai à casa do 3B buscar 'esquecer' goleada sofrida na última rodada

Os dois times estão com seis pontos na tabela. Apesar disso, enquanto o Rio Negro está em 2º lugar, o 3B ocupa a 4ª colocação pelos critérios de desempate



zCR0327-01_p01_DA27B502-B789-4952-9F8B-089A893D6ACD.jpg Foto: Junio Matos
02/11/2019 às 11:16

No último confronto válido pela 5ª rodada do Barezão Feminino, o Rio Negro tenta deixar os problemas jurídicos fora de campo para fazer frente ao “estrelado” 3B Sport. O duelo entre Galo e Fera acontece neste domingo (3), no CT  do 3B, às 16h. O mando de jogo pertence ao Rio Negro, pois no mesmo horário haverá rodada dupla do Amazonense Masculino Série B no estádio Ismael Benigno. 

As duas equipes possuem seis pontos na tabela e prometem fazer um confronto equilibrado. O critério de gols pró deixa a Fera na 4ª colocação, logo atrás do Iranduba, enquanto o Rio Negro está na vice-liderança e de comando novo após goleada sofrida diante do Liga de Itacoatiara, por 6 a 0. 



Depois da queda do técnico Diego Brandt, a escolhida para assumir a função foi a jovem Iara Catunda, de 25 anos. “Entrei no Rio Negro como preparadora física junto com o Diego. Já conheço as meninas de campeonatos amadores, como o Peladão, então quando a direção fez o convite eu aceitei o trabalho de estar comandando o time nessa reta final”, destacou a treinadora que fará sua estreia  nos gramados. 

Até agora, ela tinha comandado apenas times de futsal. Acumulando boas passagens pelo ABC feminino, Amazonas sub-20 e Associação Chapecoense do Parque 10, Iara comentou como pretende superar as diferenças das duas modalidades para ajudar o Rio Negro. 

“A gente estuda e se atualiza pra tentar fazer um bom resto de campeonato. Vou tentar passar pras meninas um pouco do que sei”, afirmou a nova comandante do Galo da Praça da Saudade. 

O primeiro desafio do Rio Negro de Iara será o fortíssimo 3B, cotado como um dos favoritos ao título do campeonato. “Mudamos o esquema tático e vamos ter uma postura diferente das meninas. Vamos trabalhar da forma que pretendo seguir nesses três últimos jogos, mas é um período curto para dizer que terá a ‘cara do treinador’”, disse a jovem sobre as mudanças que realizou no time pensando nos próximos jogos.

Além disso, o Rio Negro vive um “drama” jurídico por conta de suposta escalação irregular de atletas no campeonato. O clube espera a decisão do Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva do Amazonas (TJD-AM), que pode resultar na perda dos pontos conquistados no Estadual. 

“Trabalhamos com as duas possibilidades, sabemos que a decisão pode ocorrer a qualquer momento. Estamos trabalhando o psicológico em cima disso. Tendo seis ou zero pontos temos chance de classificação”, declarou a técnica sobre como tenta manter suas jogadoras focadas na vitória. 

Do outro lado, o 3B quer confirmar sua força no campeonato. A capitã do time, Nath Pitbull, comentou a postura que o time precisa ter para subir na tabela da competição estadual. “Sabemos que o Rio Negro está empatado em pontos com a gente, isso dá ainda mais gás pra gente poder passar delas no campeonato”, apontou a volante sobre o jogo de “seis pontos”.

A camisa 8 analisou a responsabilidade de ser a equipe de elenco mais forte no jogo. “Temos que carregar isso, porque nossa equipe tem muitas atletas experientes e pela estrutura que o 3B nos proporciona”, concluiu a “capita”.
 

News whatsapp image 2019 06 21 at 16.12.51 7cbfadd4 8d2b 47cf a09e 336b83276e71
Repórter de A CRÍTICA

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.